Mão decepada é salva depois de ser anexada ao tornozelo do dono

Mão decepada é salva depois de ser anexada ao tornozelo do dono

Um homem teve a mão fixada no tornozelo por um mês antes de os médicos recolocarem com sucesso de volta ao seu braço.
Médicos “salvaram” a mão, enquanto o paciente se recuperava dos graves ferimentos sofridos no acidente.

A mão direita de Xiao Wei foi cortada de seu braço em um acidente de trabalho dentro da indústria onde trabalhava.

chines-xiao-wei-mao-decepada-enxertada

Xiao Wei passou sete horas esperando que fosse atendido para a cirurgia começar.
“Eu estava chocado e preso no local até que os colegas de trabalho desligaram a máquina e recuperaram a minha mão levando me para o hospital“, disse ele sobre o acidente ocorrido no mês passado em Changde, centro-sul da China.

chines-xiao-wei-mao-decepada-enxertada-2

Depois de ser levado para um hospital maior na região (sete horas após o incidente) os médicos disseram que poderiam reimplantar a mão, mas não imediatamente.
A fim de evitar a “morte” da mão decepada, eles a enxertaram no tornozelo Xiao, onde permaneceu por um mês até que ele já recuperado de outros ferimentos sofridos no acidente, pode se submeter à cirurgia de religação.

chines-xiao-wei-mao-decepada-enxertada-3

Os médicos têm esperança de que ele irá recuperar todas as faculdades e controle de sua mão.

Fonte:
metro.co.uk

Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Vida inteligente na WEB.

2 comentários em “Mão decepada é salva depois de ser anexada ao tornozelo do dono

  • 15/01/2014 em 15:59
    Permalink

    ATECNOLOGIA DA CHINA,ESTÁ MUITO AVANÇADA…
    PARABENS AOS CUINÊS …
    MONTES CLAROS M G.

    15-01-2014..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.