Dicas para evitar doenças respiratórias comuns nas estações mais frias

Dicas para evitar doenças respiratórias comuns nas estações mais frias

Uma boa maneira de aproveitar as estações mais frias do ano, como o outono e o inverno, é seguir algumas dicas para evitar infecções por vírus e bactérias. As temperaturas baixas dessas épocas fazem com o sistema imunológico fique debilitado, aumentando os riscos de contrair doenças.

Algumas enfermidades têm caráter genético, devendo ser tratadas com o acompanhamento de especialistas em alergias e médicos otorrinolaringologistas. Rinite, sinusite, asma e bronquite são doenças que se agravam durante as estações mais frias devido, principalmente, ao ar seco e às mudanças repentinas de temperatura.

Há também alguns males causados por vírus específicos, que podem ser contraídos por qualquer pessoa. Para tratá-los, existem vacinas e medicamentos de controle dos efeitos posteriores ao contágio. A gripe e o resfriado são extremamente comuns no outono e inverno, tendo como principais sintomas a coriza, a dor na garganta e as dores no corpo.

O aumento do contágio se deve especialmente à baixa incidência de raios ultravioleta nessas épocas. Com menos luz solar, o vírus consegue sobreviver mais tempo e, assim, é transmitido de pessoa em pessoa pelo ar, podendo ocorrer por meio de uma conversa, uma tosse, um espirro ou um contato mais íntimo.

Nas estações mais frias, também é comum o aumento dos agrupamentos de pessoas em ambientes fechados, como transportes públicos e estabelecimentos comerciais, o que facilita a proliferação de doenças. Para evitar esse tipo de contágio e aumentar as chances de resistir aos vírus circulantes durante o frio, algumas dicas são importantes.

Dicas-como-evitar-doencas-respiratorias-no-frio

Alimentação

Em primeiro lugar, é preciso manter uma alimentação saudável, dando sempre preferência a legumes, verduras e frutas em vez de alimentos prontos e gordurosos. Uma dieta equilibrada ajuda a elevar a quantidade de nutrientes e, consequentemente, aumenta os níveis de imunidade.

Descanso

Ter noites de sono de qualidade também é indicado por diversos especialistas. Dormir bem é essencial para manter todo o corpo funcionando adequadamente e evitar que os vírus encontrem as condições ideias para se proliferarem. O mais indicado é evitar alimentos com cafeína antes de deitar e dormir oito horas por noite.

Atividade física

A atividade física é altamente recomendada nesses períodos do ano. No frio, é comum que as pessoas tenham mais preguiça de fazer exercícios. No entanto, segundo especialistas, é imprescindível manter-se em movimento, pois a prática previne doenças cardíacas e respiratórias, ajudando a evitar a insônia e melhorando a respiração.

Ambiente

Nessas épocas, o mais indicado é evitar locais fechados, com um grande número de pessoas. A transmissão do vírus é facilitada em períodos de baixas temperaturas em ambientes com baixa ventilação. O uso do ar-condicionado, por exemplo, é benéfico em alguns casos, porque muitos modelos apresentam o filtro HEPA, que elimina a poeira e as bactérias, reduzindo a possibilidade de os indivíduos serem infectados. Além disso, os aparelhos promovem a circulação do ar, principalmente no modo “ventilação”.

Ingestão de água

É muito importante beber água durante o frio. O líquido é essencial para o funcionamento correto do organismo humano, pois contribui para a condução de nutrientes e o controle da temperatura corporal. A orientação dos médicos e especialistas é que sejam ingeridos, no mínimo, dois litros de água por dia, variando a quantidade de acordo com a prática de exercícios físicos e o metabolismo de cada pessoa.

Grande abraço!
Press Office

Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Vida inteligente na WEB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.