BELEZA INTEGRADA E INTEGRAL

BELEZA INTEGRADA E INTEGRAL

Por Antônio de Oliveira

Associa-se à mulher o conceito de beleza. Beleza que deveria ser apreciada no conjunto. Mas inventaram, para a mulher, cremes de beleza para o rosto, para o pescoço, entorno dos olhos, para os seios, braços, para as mãos e coxas. Inventaram, dando a entender cada porção mulher como uma peça isolada. E dá-lhe maquiagem. Beleza postiça.

Na realidade, a mulher tem beleza própria, feminina, única, de conjunto, independentemente de ser mulher famosa ou não. Além disso, o conceito de beleza deveria incluir estilo de vida, caráter e personalidade, e modos de ser. Uma radiografia de corpo inteiro. Há mais de 50 anos, quando fiquei noivo, enumerei, de Isa, as seguintes qualidades: o físico, o sorriso, a musicalidade, a sensibilidade, a discrição, a sensatez, a jovialidade, o charme.

Com o passar dos anos, mantidos brancos os cabelos, meus e dela, isso não foi sinal de desmazelo. Pintar os cabelos de certa forma é contrariar o tempo, é forçar a volta aos tempos de juvenilidade. Por que não viver cada idade com ares de juventude e frescor de primavera? A mulher madura é, sim, capaz dessa madurez. Como? Sim, há controvérsias…

Não faz mal, aliás, faz bem, que eu continue pinçando imagens de Mia Couto, Antes de Nascer o Mundo: “A verdade era: a mulher me invadira como o Sol enche as nossas casas. Não havia modo de afastar ou impedir essa inundação, não havia cortinado que fechasse aquela luminosidade”. “… elas simplesmente sabem coisas. Inexplicáveis coisas”. É preciso temer a mulher. Conclusão de Mia Couto.

Dentre tantos poetas e escritores que idealizaram um mundo “povoado de donzelas ingênuas, virgens sonhadas, filhas do céu”, José de Alencar descreve Iracema como grande vestal consagrada, tão pura, a virgem dos lábios de mel. Apocalipticamente, Dom Marcos Barbosa prenuncia: “Cairá como os ídolos do Egito / A estátua da mulher nua / Que oferece seu corpo aos homens que passam”. Cabelos de ouro e pés de barro. Tem de tudo.

Autor: O professor Antônio de Oliveira, cronista fascinante, é Mestre em Teologia pela Universidade Gregoriana de Roma, na Itália. Licenciado em Letras e em Estudos Sociais pela Universidade de Itaúna; em Pedagogia e em Filosofia pela Faculdade Dom Bosco de Filosofia, Ciências e Letras de São João del Rei. Estágio Pedagógico na França. Contato: antonioliveira2011@live.com

Photo by Marcelo Gerpe from FreeImages

Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Vida inteligente na WEB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.