Como Uma Onda no Mar…

Como Uma Onda no Mar…

Por Antônio de Oliveira

Lembra-me ouvir Lulu Santos, Tim Maia… Com efeito, nada do que foi será de novo, pelo menos do jeito que foi um dia. O Sol nasce e o Sol desaparece. Mas amanhã será outro dia. Igual e diferente ao mesmo tempo. Por isso se faz previsão do tempo, embora previsão não signifique precisão. Aliás, seria mais preciso dizer predição do tempo, porque ele é previsto e predito, anunciado nos jornais, na internet, no rádio e na televisão. Quantas vezes acontece alguma coisa e a pessoa diz: Bem que eu previa! Previa mas não predisse. Na verdade, a vida vem em ondas como o mar, num indo e vindo infinito. Tudo muda num segundo. Ontem se dizia jornal, isto é, diário. Dia, em italiano, se diz “giorno”. Hoje as notícias são instantâneas. E o WhatsApp está aí. Num segundo as pessoas se comunicam. E zás! Tudo passa…

como-uma-onda-no-mar

Também Renato Russo canta “Passerà”, Passará. Uma pequena ou grande dor que existe em você, que existe em mim, que existe em nós, nos faz sentir como marinheiros em poder do vento e da saudade a cantar uma canção. Mas aquela pequena dor, seja de ódio seja de alegria, também passará. Novamente a figura do mar, agora, além das ondas, acrescido, na poesia, do vento e da saudade. E da canção…

E ainda: Dorival Caymmi. O mar quando quebra na praia é bonito, é bonito. O mar… Pescador quando sai nunca sabe se volta. O Pedro da canção e S. Pedro viviam da pesca. O mar quando quebra na praia…

todo-azul-do-mar-Brasil

Em suma, temos muito que aprender com o mar. “O mar, a mais ininteligível das existências não humanas”, num daqueles insights de Clarice Lispector. Pois é. O mar, quando quebra na praia, no seu vai e vem, no seu indo e vindo infinito, na sua imensidão e majestade, como ininteligível, é mistério, e mistério é lição, e é desafio para as petulantes existências humanas. “Onda azul, todo azul do mar, daria pra beber todo azul do mar, foi quando mergulhei no azul do mar”, digo, no mistério do mar. Como uma onda no mar…

[author] [author_image timthumb=’on’]https://www.duniverso.com.br/wp-content/uploads/2014/03/foto-antonio-oliveira.jpg[/author_image] [author_info]O professor Antônio de Oliveira, cronista fascinante, é Mestre em Teologia pela Universidade Gregoriana de Roma, na Itália. Licenciado em Letras e em Estudos Sociais pela Universidade de Itaúna; em Pedagogia e em Filosofia pela Faculdade Dom Bosco de Filosofia, Ciências e Letras de São João del Rei. Estágio Pedagógico na França. Contato: antonioliveira2011@live.com[/author_info] [/author]

Imagem: sxc.hu

Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Vida inteligente na WEB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.