1/3 das indústrias de Uberlândia já utiliza geradores de energia

1/3 das indústrias de Uberlândia já utiliza geradores de energia

A dependência quase que 100% das Usinas Hidrelétricas como principal fonte de energia em alguns países, inclusive no Brasil, leva fatalmente ao aumento dos custos de produção, quando esta, se torna insuficiente para demanda.
O aumento destes custos se deve ao preço absurdo que esta energia passa a custar, e ao uso de fonte de energia substituta que sempre acarreta algum tipo de investimento (gasto) não esperado.
Custos lá em cima, alguém vai ter de pagar esta conta. Adivinha quem?

Nós, consumidores (contribuintes) corretos, honestos e cumpridores de nossos deveres.
Nós acabamos pagando o “pato” pelas falhas e omissões, em sua maioria vindo da esfera governamental, especificamente o pobre legislativo operante nesta nação.
Legislativo este que em ampla porcentagem de suas cadeiras (não podemos generalizar), há anos legisla apenas em causa própria. Em função dos próprios interesses, deixando questões fundamentais como esta do planejamento hídrico de abastecimento, fora das pautas ali oferecidas.

geradores-autonomos-de-energia-eletrica-brasil-Uberlandia

Como ganham fortunas as nossas custas, além de ajudas de custos que beiram a insanidade, ao lado de gordas aposentadorias vitalícias (pagas pelos mesmos consumidores (contribuintes) corretos e honestos) por terem “legislado” alguns mandatos, não se preocupam com o preço a ser pago pela água (bem mais precioso do planeta) e nem por nada.
Não sai do bolso deles, e sim do nosso!
Uma tremenda falta de Vergonha na Cara, isso sim.

A crise hídrica se deu de tal forma, que empresas praticamente em todo o Brasil, estão tendo de investir (muitas vezes sem ter o recurso suficiente) em geradores privados para não pararem de produzir e ou sair um pouco do alto custo da energia “hidrelétrica”.
É o caso do região do Triângulo Mineiro, interior de Minas Gerais, próximo à divisa com o estado de Goiás.

maior-polo-atacadista-da-america-latina-Uberlandia-Business-tower

Segundo dados da União das Empresas do Distrito Industrial de Uberlândia (maior Pólo Atacadista da América Latina), uma em cada três indústrias tem utilizado geradores de energia, como esses, em algum momento do dia. A falta de chuvas e a possibilidade de panes de energia, já que a maior parte dela provém das hidrelétricas, têm levado as indústrias e comércios a se precaverem.

Em muitas empresas, o gerador funciona como um complemento à energia tradicional. Enquanto há algum tempo as indústrias ligavam os geradores apenas às 18 hs aproximadamente, atualmente esses equipamentos têm sido necessários a partir das 16 hs, diminuindo os custos com a energia hidrelétrica.
Quando a empresa trabalha com algo que pode ser perdido por insuficiência energética, como é o caso da indústria alimentícia, o gerador de energia se faz ainda mais necessário.

maior-polo-atacadista-da-america-latina-Uberlandia

De acordo com o último levantamento do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico, ligado ao Ministério de Minas e Energia, nada indica até o momento que o país possa sofrer com problemas de energia no ano corrente, alegando que o sistema elétrico está em equilíbrio com a atual demanda residencial e industrial.
Será?
Vamos ver, e “pagar” para ver, se for o caso!
Grande abraço!

Press Office

Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Vida inteligente na WEB.

Um comentário em “1/3 das indústrias de Uberlândia já utiliza geradores de energia

  • 26/04/2016 em 14:50
    Permalink

    nossa, que legal, sou de Uberlândia e não sabia dessa informação..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.