O que não dizer em entrevistas para emprego

O que não dizer em entrevistas para emprego

Voltando a falar de carreira profissional, tema muito procurado e lido na internet, reproduzo hoje aqui no Duniverso um artigo muito bom sobre aquela que muitas vezes é a vilã do recrutamento pessoal: a Entrevista de Emprego.
Como em qualquer situação, seja pessoal, profissional ou comercial, existem palavras, trejeitos e algumas atitudes que são impensáveis e até proibidas, para aquele determinado momento.
Pensando nisto, resolvi falar sobre o assunto e achei as “7 frases proibidas em uma entrevista de emprego” costuradas e apresentadas pela jornalista Claudia Gasparini (EXAME.COM), neste excelente artigo.
O texto sucinto, bem elaborado e prático, soma-se as boas estratégias para quem está entrando no mercado ou trocando de emprego. Pode imprimir e levar debaixo do braço, ou decorar, rs.
Boa leitura!

boas-dicas-para-entrevista-de-emprego

São Paulo

Você tem um currículo interessante, demonstrou ter todas as competências exigidas para a vaga, mas no fim da entrevista deixou escapar uma frase que pôs tudo a perder?
De acordo com Felipe Brunieri, gerente de finanças da Talenses, não é raro que um candidato seja desqualificado por conta de uma declaração infeliz – mesmo que tenha ido bem em todas as outras etapas da seleção.
“O peso de uma frase mal colocada é muito grande para um recrutador”, alerta ele. “A impressão causada na entrevista corresponde a aproximadamente 50% da nota final”, estima Brunieri.
Ele aconselha prestar atenção à escolha das palavras e, sobretudo, ao tom de voz. “Às vezes, o que mais impacta o recrutador é a forma de falar”, comenta.
A seguir, veja algumas frases que causam ruído numa entrevista de emprego, na opinião de três especialistas:

“Meu antigo emprego era horrível.”
Falar mal do empregador ou dos colegas do passado soa muito mal aos ouvidos do recrutador. “Além de ser anti-ético, dá a impressão de que o candidato é uma pessoa agressiva e intolerante”, afirma Brunieri.

“Todo mundo costuma elogiar o meu trabalho.”
Não é proibido mencionar feedbacks positivos que você já recebeu. Mas a autoconfiança pode beirar a arrogância. Segundo Brunieri, o candidato que não cuida do tom das suas afirmações sobre seu próprio desempenho pode parecer antipático ou avesso ao trabalho em equipe.

o-que-nao-falar-em-entrevista-de-emprego

“Odeio / detesto / não suporto tal coisa.”
Brunieri recomenda evitar palavras com carga negativa muito forte. “Frases muito carregadas podem dar a ideia de que você é inflexível e agressivo”, afirma.

“Tipo / cara / meu / animal / etc.”
Frases recheadas de gírias também não costumam soar bem. “É preciso um mínimo de formalidade e distanciamento, sobretudo num primeiro momento”, diz Brunieri

“Qual é o salário?”
Indagar sobre remuneração de forma muito direta ou apressada é outro risco. “É bom ter calma e escutar a proposta antes, ou você dará a entender que só quer o emprego pelo dinheiro”, afirma a coach Débora Monique.

“Meu problema é que sou perfeccionista e trabalho muito.”
Recrutador nenhum acredita num candidato que diz que seu pior “defeito” é ser dedicado demais. Além de ser pouco honesta, essa declaração transmite falta de autoconhecimento, segundo Luís Arrobas, sócio da 2GET.

“Não faço questão dessa vaga.”
Mesmo que você tenha recebido outra proposta melhor, demonstrar completo desinteresse pela vaga que você vai declinar pode ser ruim para o seu futuro. “Declarações assim fecham portas”, diz Brunieri.

[author] [author_image timthumb=’on’]https://www.duniverso.com.br/wp-content/uploads/2014/10/jornalista-claudia-gasparini.jpg[/author_image] [author_info]Claudia Gasparini é repórter de Carreira de EXAME.com. Seu e-mail é claudia.gasparini@abril.com.br[/author_info] [/author]

Para ver o artigo original clique aqui.

Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Vida inteligente na WEB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.