Como conseguir bolsa de estudos para um curso a distância?

Como conseguir bolsa de estudos para um curso a distância?

O EAD tem grande adesão no Brasil. De acordo com o último Censo da Educação Superior, mais de um milhão de pessoas estão matriculadas em cursos a distância. Por causa disso, muitos ainda possuem dúvidas de como financiar o curso ou conseguir uma bolsa para estudar nessa modalidade.

Além de poder contar com bolsas de universidades privadas, você pode participar do Programa Universidade para Todos (PROUNI). Esse é um programa federal que oferta bolsas parciais e integrais em instituições particulares de Ensino Superior no Brasil. Para fazer parte do processo, é necessário respeitar alguns pré-requisitos.

No caso de bolsas integrais, o estudante deve ter uma renda bruta de até um salário mínimo e meio. Para bolsas parciais, a exigência é que a pessoa tenha uma renda bruta de até três salários mínimos. Em ambos os casos, é preciso que o candidato tenha estudado o Ensino Médio em uma escola pública ou em uma escola particular com bolsa integral. Se o estudante cursou em ambas as redes de ensino, é necessário que ele tenha sido bolsista integral na escola privada.

Além disso, o candidato ainda precisa ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) no ano imediatamente anterior, ter alcançado no mínimo 450 pontos na prova e não ter zerado a redação. A nota do ENEM, inclusive, é utilizada para o processo de seleção do PROUNI. Portanto, quanto melhor o desempenho, mais chance de conseguir uma bolsa. A confirmação só acontece com a apresentação de documentos pelo candidato e matrícula no curso.

As vagas ofertadas são tanto para cursos EAD quanto cursos presenciais. Durante o ano, há duas edições: uma no primeiro semestre e outra no segundo. Para concorrer, o estudante deve entrar no site do programa (prouniportal.mec.gov.br) e utilizar o número de inscrição do ENEM do ano anterior e a senha para se inscrever.

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) infelizmente ainda não vale para o ensino a distância, embora várias universidades já tenham pressionado o governo nesse sentido. Por isso, já houveram algumas declarações no sentido de regularizar esses cursos para o financiamento, mas ainda não há nada de concreto nesse sentido.

Embora muitas pessoas ainda desconfiem da validade do ensino a distância, é importante destacar que a modalidade é devidamente reconhecida pelo Ministério da Educação e regulamentada pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB). O MEC ainda possui uma lista de instituições credenciadas que atendem a determinados critérios para poderem ofertar essa modalidade de formação.

Grande abraço!
Press Office

Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Vida inteligente na WEB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.