ALECRIM DOURADO

ALECRIM DOURADO

Por Antônio de Oliveira

Paixão é alecrim dourado que nasceu no campo sem ser semeado. Não nasceu no asfalto que obtura o solo e mata a seiva. Tampouco em terreno pedregoso. O alecrim do campo nasce em terra boa. Exala um odor agradável e forte, forte e agradável como o amor. Alecrim-de-cheiro, alecrim dourado, da cor dourada do sol, da cor do ouro, metal precioso. Anos dourados do namoro, a formar um par de ouros sacramentado pelo par de alianças.

“Per amore”, o amor de namorados é suave e terno, terno e suave como o alecrim do campo. Eterno, para sempre. Nas asas do vento macio. Dois enamorados olham para o alto e contemplam os pássaros. Bartolomeu Campos Queirós pergunta: “Sabe por que pássaro se escreve com dois ss?” Ele mesmo explica: “Porque é no encontro das duas consoantes que se dá o movimento das asas”. Alecrim, pássaro, pássaro de aço, avião. Jeremias profetizou: “Uma grande águia, de grandes asas, de plumagem comprida e cheia de penas de cores variegadas, veio ao Líbano e levou o mais alto ramo de um cedro”.

O alecrim é de ouro, pássaro tem dois ss num encontro de duas consoantes, num encontro de namorados que consoam num par consonantal, num cenário idílico. “Per amore”, vivencia-se, no dia a dia, a estrada palmilhada a dois, Perguntas oportunas inspiradas na canção: Por amor… Você já fez alguma coisa apenas por amor? Por amor… Você já desafiou o vento e gritou? Por amor… Você já esgotou a razão, como o nanquim do pincel de um pintor, e deu razão ao coração? Você sabia que a medida do amor é amar sem medida, até ficar sem fôlego? Você acredita nisso ou isso lhe parece não passar de mito, mentira, de ilusão, de utopia? E essa história, mania que a gente tem, que é gostar de alguém? Por amor… Você já se perdeu e se reencontrou e se reconciliou na vida e com a vida? Você já fez cair uma chuva de pétalas sobre seu alecrim dourado? Oi, meu amor, de décadas, quem te disse assim que a flor do campo é o alecrim?

[author] [author_image timthumb=’on’]https://www.duniverso.com.br/wp-content/uploads/2014/03/foto-antonio-oliveira.jpg[/author_image] [author_info]O professor Antônio de Oliveira, cronista fascinante, é Mestre em Teologia pela Universidade Gregoriana de Roma, na Itália. Licenciado em Letras e em Estudos Sociais pela Universidade de Itaúna; em Pedagogia e em Filosofia pela Faculdade Dom Bosco de Filosofia, Ciências e Letras de São João del Rei. Estágio Pedagógico na França. Contato: antonioliveira2011@live.com[/author_info] [/author]

Imagem: sxc.hu

Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Vida inteligente na WEB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.