Bebê Golfinho amamentado por homem

Bebê Golfinho amamentado por homem

Depois de ser lavado em terra, ferido por uma rede de pesca, um bebê golfinho de aproximadamente 10 dias de idade é amamentado na tentativa de salvá-lo de uma morte quase iminente!.
O jovem golfinho do rio La Plata foi descoberto por transeuntes em uma praia perto da capital uruguaia Montevidéu. Sem nenhum sinal de uma mãe por perto foi adotado pela ONG Rescate Fauna Marina que o batizou de “Nipper”.
O pinguim-de-crista-ereta que “supervisiona” seu tratamento também é oriundo de um resgate de derramamento de óleo e está se recuperando na reserva.

Pelo menos 1500 golfinhos adultos são capturados em redes de pesca a cada ano ao longo dos 4.000 quilômetros de costa que liga Brasil, Uruguai e Argentina. Cientistas dizem que o número poderia ser muito maior.
Dr Ricardo Bastida, cientista de mamíferos marinhos na Universidade Argentina de Mar del Plata, diz que pesquisas sobre o golfinho franciscano também conhecido como Golfinho do Rio da Prata, são quase inexistentes e desconhecidas da população.

Pertencente a uma família que inclui espécies de água doce encontrada no rio Amazonas e em deltas de rios na Índia e na China, o golfinho franciscano está na Lista Vermelha internacional de espécies ameaçadas, principalmente devido às redes das excessivas pescas e a poluição.
Cientistas do Brasil, Uruguai e Argentina trabalham em conjunto para encontrar maneiras de preservar os golfinhos ao longo da costa em comum entre os países.

Um dos maiores problemas encontrados é que os golfinhos estão competindo com os humanos para se alimentarem.
“Os pescadores são pessoas pobres, o que torna a missão mais difícil, pois não é apenas uma pesca comercial, mas também uma pesca tradicional onde os pescadores têm de alimentar as suas famílias ou morrem”, diz Dr Bastida.

Pescadores são incentivados a anexar “pingers” (não consegui tradução para esta palavra) nas redes, mas muitos estão relutantes porque embora o som emitido mantém os golfinhos afastados, atrai leões-marinhos que comem os peixes e destroem as redes.
É uma pena: dezenas de golfinhos bebês são pegos pelas redes sendo quase impossível reabilitá-los em função do estado de saúde que se encontram.

Fica o alerta!
Grande abraço!

Fonte e imagens:
reuters.com
globalanimal.org

Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Vida inteligente na WEB.

2 comentários em “Bebê Golfinho amamentado por homem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.