Dilema

Dilema

Por Antônio de Oliveira

Quem nunca se sentiu em situação crítica, sem saber como livrar-se? Em suma, diante de um dilema? Por exemplo, hoje em dia, diante de tantos assaltos a mão armada, reagir ou não reagir? Teoricamente, já é consenso, não reagir. Aliás, nunca antes na história deste país tem feito tanto sentido a expressão: vão-se os anéis, mas ainda ficam os dedos. Quando não se vão anéis e dedos. Na prática, porém, a revolta é tanta que tudo pode acontecer. Na prática, também, mais do que a “bolsa ou a vida” tem sido: “a bolsa e a vida”. Pobre nação que virou danação. E, como temos visto, a situação tende a piorar.

assalto-a-mao-armada-brasil

É o tal caso: se ficar o bicho pega, se correr o bicho come. Entre o fogo e a frigideira. Ou entre a espada e a parede. Parede e espada praticamente em sentido literal. Entre a cruz e a caldeirinha; entre a cruz e a água benta. Alô, alô, carioca, “pra variar estamos em guerra”, guerra encarniçada entre bandidos e polícia. Basta estar atento aos meios de comunicação. Programas especiais e especializados de televisão fazem a cobertura, diariamente, e cobertura mesmo, pois usam até helicópteros para flagrar cenas de arrepiar. E nós nos sentimos como mariscos entre o mar e o rochedo. Reféns da bandidagem.

carga-tributaria-Brasil-impostos
Com relação aos assaltos 24 horas por dia, a mão desalmada, da parte dos agentes do poder público, sem comentários. Infelizmente, porém, dá para se perguntar: sonegar ou não sonegar impostos? Os grandes o fazem e, ilesos, ficam impunes, pois seus processos tramitam até mais não poder. Até parece que, nesses casos, não faz sentido “até mais não poder”, pois sempre pode. Que país é esse, Cazuza? Será que o que é de César não vai estourar o impostômetro?

Já se tornou clichê publicitário, principalmente em propagandas de escolas, dizer que a vida é feita de escolhas. Mas, para que a vida humana seja feita de escolhas pessoais, conscientes, é preciso que o País também ofereça condições de escolhas. Para isso pagamos impostos.

[author] [author_image timthumb=’on’]https://www.duniverso.com.br/wp-content/uploads/2014/03/foto-antonio-oliveira.jpg[/author_image] [author_info]O professor Antônio de Oliveira, cronista fascinante, é Mestre em Teologia pela Universidade Gregoriana de Roma, na Itália. Licenciado em Letras e em Estudos Sociais pela Universidade de Itaúna; em Pedagogia e em Filosofia pela Faculdade Dom Bosco de Filosofia, Ciências e Letras de São João del Rei. Estágio Pedagógico na França. Contato: antonioliveira2011@live.com[/author_info] [/author]

Imagem: sxc.hu

Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Vida inteligente na WEB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.