Concurso do MPU vai preencher cadastro de reserva com 7 mil vagas

Concurso do MPU vai preencher cadastro de reserva com 7 mil vagas

Ministério Público da União anunciou apenas 47 vagas para início imediato, mas deve convocar mais gente para suprir carência do Distrito Federal

 Ainda que o Ministério Público da União (MPU) tenha anunciado que vai abrir um concurso para preencher apenas 47 vagas imediatas, o jornal Folha Dirigida publicou reportagem afirmando que o órgão judicial também vai abastecer um cadastro de reserva nacional com outros 7.236 lugares.

De acordo com a publicação, a maioria dessas vagas serão no Distrito Federal, no Rio de Janeiro e no Rio Grande do Sul — 6.157 no total. No DF, por exemplo, o concurso MPU vai guardar cerca de 4.700 nomes para futuras contratações. Apesar da seleção não ser imediata, o histórico do órgão é de convocação constante.

Em 2013, por exemplo, o MPU anunciou que contrataria apenas 147 profissionais por meio do concurso aberto na ocasião, mas acabou usando 4 mil aprovados do cadastro de reserva nos anos seguintes. De acordo com consultorias especializadas no setor, como o Gran Cursos Online, a grande carência da pasta no capital do país é um indício que os aprovados em espera devem ser chamados em breve.

Crédito: divulgação

A expectativa é que o edital do concurso MPU permita que um candidato possa prestar a prova em um estado concorrendo a uma vaga em outro. Como o exame será nacional, os interessados poderão indicar até duas localidades diferentes para trabalhar no ato da inscrição. Os registros estão abertos e vão até o dia 10 de setembro no site da Cebraspe — banca organizadora do certame.

Entre as vagas imediatas, o MPU oferece 11 para o cargo de Técnico de Administração, que exige ensino médio e paga um salário de R$ 7.772,80, e 36 para o cargo de Analista em Direito, que precisa de formação específica na área e cujo ordenado bruto é de R$ 12.169,89. A prova está marcada para o dia 21 de outubro, um domingo.

Os candidatos ao cargo de Analista em Direito ainda precisarão passar por um exame discursivo no mesmo dia da prova: a exigência é que eles elaborem um texto dissertativo de aproximadamente 30 linhas com o tema “Legislação aplicada ao MPU e ao CNMP”.

Para o cadastro de reserva, os cargos e salários são os mesmos, mas os números de vagas variam: no DF, por exemplo, são 3.579 para Técnico de Administração e 1.157 para Analista em Direito. O Rio Grande do Sul terá um volume de 565 técnicos e 183 analistas em espera. São Paulo, ao contrário da maioria dos estados, não consta na lista.

Grande abraço!

Press Office

Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Vida inteligente na WEB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.