Brasileiro conquista Alemanha com Capoeira

Brasileiro conquista Alemanha com Capoeira

Há muito tempo que desejava escrever alguns artigos sobre a nossa fantástica Capoeira.
E nada melhor para iniciar do que esta sincera entrevista feita a um brasileiro que vive da Capoeira, e outras artes latinas como a Salsa. E vive muito bem, diga-se de passagem.
A diferença é que ele ganha em euros, e na Alemanha, onde está radicado há mais de duas décadas!
Você poderá achar que tem algo errado no quesito “português” nas respostas, mas não tem. É que resolvi postar a entrevista na forma original que ele respondeu, para que vocês percebam como é ficar mais de 20 anos falando e ouvindo outro idioma.
Confiram!

Duniverso – Onde você nasceu?
Bonfim – Raul Soares – Minas Gerais.

Duniverso – Tem esposa, filhos? Alemães ou Brasileiros? Rsrs
Bonfim – Nao sou casado. Mas tenho 2 Filhos com Uma Alema.

Duniverso – Quando e como vc começou na Capoeira e como a dança entrou na sua vida?
Bonfim – Danca incio quando eu ainda estava no pre primario, Iniciou com Quadrilha, danca folclorica das pessoas que viven no campo, Depois Mudamos para belo hrizonte onde Iniciei os estudos de danca Classica no Palacio das Artes com o Maestro Professor, Carlos Leite 6 emill Dotti. Asim iniciando a capoeira com Um Trompetista da orquestra de Minas Gerais Mauricio, depois indo treinar com o Mestre Dunga.

Duniverso – Qual é a sua formação?
Bonfim – Sou Bailarino Professional, professor de capoeira, tenho Hoje um Diploma na Alema de Danca Pedagogo.

Duniverso – Como, quando e porquê surgiu a idéia de largar tudo e ir para a Alemanha, sendo que a maioria quer ir para os EUA?
Bonfim – Fui para Cuba, porque recebi um convite para entrar na escola de Danca de Cuba, fiquei 2 Anos, depois conheci uma bailarina da Broadway new york, eal me convidou para ir morar em new York, fui e fiquei fasendo aulas com ela na Broadway Scool em new York. Pasado 6 meses vi que new York era uma ilusao e pensei ir para um paiz onde a danca é mais bem paga, fui para Alemanha e tudo mudou minha vida.

Duniverso – Há quanto tempo você mora na Alemanha?
Bonfim – Resido e Trabalho a 22 Anos.

Duniverso – O que mais te estranhou e ou desagradou em sua convivência na Alemanha?
Bonfim – No inicio tudo era Aceitavel, porque quando nao conhecemos a lingua nos Engolimus de tudo e ainda damos um sorriso, mas com o tempo agente vai aprendendo a lingua e os costumes, ai inicia a verdade na sua cara e voce vé que existe muita coisa que nao Gostamos, e muitas descriminacao.

Duniverso – O que mais te agradou?
Bonfim – Trabalho.

Duniverso – Fale um pouco dos contrastes entre a cultura Brasileira e Alemã.
Bonfim – Contraste, o Brasileiro é desordenado o Alemao Ordenado dimais.
Alemao 1 ou 2 Sao seus amigos de verdade.
Brasileiros 100 quando voce precisa todo mundo vira as costas. Tudos falssos Amigos.
Alemanha, Superficial em tudo.
Brasil temos potenciao em tudo, mas nao damos valor e nao sabemos valorisar o que temos.
Turista na Alemanha, inglaterra, USA, Japao, Franca, Turista paga caro.
Turista no Brasil ele faz o que quer e agente ainda é usado e depois ainda falao mal de nossa Hospitalidade.
Ainda tem muitas coisa. Que nao da pra falar aqui….

Duniverso – Brasileiro é mal visto por aí? Como é a relação dos Alemães com os Brasileiros que vivem por aí?
Bonfim – Qualquer Estrangero aqui e´mal visto !!!! todos somos Estrangeros e todos ficamos estrangeiros… significa, Estrangero Sai…

Duniverso – Fale um pouco de seu trabalho, como começou, o que já fez para ganhar a vida aí e o que faz hoje.
Bonfim – Sempre trabalhei no ballett contratado nos teatros, depois fiz Curso de pedagogo de danca e Hoje sou professor em escolas, dou aula de Capoeira, Salsa, Merengue, Bachata, Rueda de Casino, Ballett.

Duniverso – Está satisfeito financeiramente?
Bonfim – Sim a 20 anos atras muito Feliz !
Hoje se tornou tudo muito mais dificil. Com a nova moeda Euro.

Duniverso – A crise dos EUA afetou os Brasileiros que vivem aí?
Bonfim – Afetou a todos sem esecao.

Duniverso – Você tem idéia de quantos Brasileiros vivem hoje em dia na Alemanha?
Bonfim – Nao, mas vem cada vez mais.

Duniverso – Viajou muito pelo resto da Europa?
Bonfim – Sim conheco mais paises e cidades na europa, no mundo do que o nosso proprio Brasil.

Duniverso – Como está seu coração hoje em relação ao Brasil e a Alemanha?
Bonfim – Coracao, isso na existe aqui na Alemanha, aqui o que conta é o dinheiro e a superficialidade.
Sou brasileiro, mas O Paiz que me deu minha estrutura financeira é Alemanha !

Duniverso – Pretende retornar ao Brasil?
Bonfim – Depende.. da proposta que o Brasil me oferecer!?

Duniverso – E na copa (rsrs), torceu para quem?
Bonfim – Sempre para o Brasil, Mas sabemos que o Brasil nao é competente para ganhar a copa !

Duniverso – Deixe uma mensagem aos Brasileiros.
Bonfim – Tenha mais Confianca ém voces 1 nunca deiche o estrangeiro sombar e usar o nosso Paiz por bacatela. Porque aqui somos estrangeiros e eles Sabem bem cmo tratar os estrangeiros tudo é com dinheiro e bem caro!!!! Estrangeiro no Brasil tem que aprender a valorizar nossos Regras e tem que Criar mais regras rigorosas para cada estrngeiro que ai entrar !!!Aqui se chama entra PAGA ! Qualquer coisa temos que pagar. Ai No brasil temos que criar mais impostos para estrangeiros…
Agradeco e com simpatia para o TOMÈ te desejo tudo de bom e com simpatias.
Bonfim

Veja mais:
capoeira-ma.de

Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Vida inteligente na WEB.