Teste seu QI e saiba a diferença entre NETWORKING

Teste seu QI e saiba a diferença entre NETWORKING

Bem pessoal, tratarei neste artigo de um assunto que incomoda, mas incomoda mesmo muita gente.
Quem nunca se deparou com a famosa frase “Fulano tem Q.I alto (neste caso fazendo-se alegoria pejorativa ao fulano)” deixando nas entrelinhas que ali não existe competência.
Saibam que nem sempre é assim.
Neste pequeno texto, Celia esclarece com eficácia esta grande questão definindo a diferença entre Q.I e NETWORKING.

Confira e dê sua opinião, participe!
Forte abraço!

Q.I ou “Jabuti na árvore”
Por Celia Spangher

Todo mundo conhece a estória do fulano que ao passar pela estrada, achou estranho ver um jabuti em cima de uma árvore. Virou-se para o amigo e perguntou: ô João, jabuti sobe em árvore? João coçou a cabeça e respondeu sério – ué, que eu saiba não! Mas deixa quieto, porque se ele está lá é porque alguém colocou!!
E assim, se define o famoso Q.I, ou seja, aquele favorecimento obscuro que sabe-se-lá-porquê, alça algumas pessoas a postos que não merecem.
Ok, ok, sabemos que acontece e sabemos que é injusto para com os profissionais que suam a camiseta todos os dias em busca de um lugar ao sol.
Mas acho totalmente contra-producente sair por aí dizendo que “só entram nas empresas aqueles que tem Q.I”, ou ainda “ah, eu participei do processo seletivo, mas sabe como é, deve ter entrado alguém que tinha Q.I”.
Vamos colocar as coisas na devida perspectiva – Q.I é utilizado para descrever alguém “indicado” e depreciativamente para definir quem não tem qualificação. Muitos profissionais entram nas empresas indicados sim, mas muitos tem a qualificação desejada e até mais.
As estatísticas demonstram que muitas posições são preenchidas por indicação e recomendação sim, e não por acaso. Quando você vai selecionar um profissional para prestar serviço na sua casa, por exemplo, a primeira coisa que faz é ligar para alguém conhecido e saber se essa pessoa te recomenda alguém. Ou não é? Quando vai selecionar uma agência de viagem para uma ocasião especial, pede recomendação, vai organizar uma festa, liga para alguém que já o tenha feito e assim por diante. Faz parte do mundo dos negócios.
Como headhunter é normal que eu ligue para profissionais de destaque ou mesmo para colegas headhunters e pergunte: você tem alguém para me indicar para a vaga tal? Qual o problema? Nenhum!! Vamos evitar de colocar todos no mesmo balaio porque não é verdade.

Tirando aquelas situações em que o “jabuti subiu na árvore” por motivos obscuros, ter Q.I é bom, ter Q.I baseado na sua integridade, capacidade, competência e perfil é ótimo para sua carreira!! Por isso, vamos investir tempo em permitir que os profissionais conheçam a nossa capacidade e perfil para que possam nos indicar quando houver a oportunidade. Na realidade, quando você busca sua “rede de relacionamentos”, você está buscando uma indicação certo? qual o problema? nenhum, porque….
…Q.I com transparência e qualidade atende pelo nome de NETWORKING!!

Celia Spangher é Executiva de Gestão do Talento, Sócia-Diretora da Maxim Consultores
Nós Transformamos Equipes e Queremos Fazer a diferença nas Organizações.

Créditos:
www.maximconsultores.com.br
http://celiaspangher.wordpress.com
celia@maximconsultores.com.br

Imagens:
sxc.hu

Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Vida inteligente na WEB.

10 comentários em “Teste seu QI e saiba a diferença entre NETWORKING

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.