Refeições em família contribuem para a saúde física e mental das crianças, aponta estudo

Refeições em família contribuem para a saúde física e mental das crianças, aponta estudo

 Benefícios incluem menor consumo de refrigerantes e alimentos gordurosos, aumento do vocabulário e melhora nas habilidades sociais

Crianças que costumam participar de almoços, jantares ou de qualquer outro tipo de refeição em família apresentam melhor desenvolvimento físico e psicológico (aspecto positivo em alta demanda com a quarentena do coronavírus). É o que aponta um estudo feito com informações do censo nacional de desenvolvimento infantil canadense.

De acordo com dados da pesquisa, os benefícios das refeições compartilhadas incluem menor consumo de refrigerantes e alimentos gordurosos, aumento do vocabulário e melhora nas habilidades sociais.

Segundo a autora do estudo, Linda Pagani, da Universidade de Montreal, as conversas que acontecem à mesa são uma boa oportunidade para os pequenos exercitarem a interação social, já que ocorrem em um ambiente seguro e acolhedor.

Crédito: divulgação

O papel da família no desenvolvimento das habilidades de socialização das crianças é extremamente importante, como atestam diversos estudos realizados por pesquisadores das faculdades de psicologia e pedagogia.

Um outro estudo, intitulado “New Directions for Child and Adolescent Development”, constatou que as conversas na hora do jantar enriquecem o vocabulário das crianças mais do que outras atividades, como a leitura de livros em voz alta antes de dormir.

Os resultados da pesquisa apontaram que crianças com o hábito de comer junto com a família aprenderam cerca de mil palavras raras (termos não encontrados em uma lista de três mil palavras mais comuns) nessas ocasiões, enquanto aquelas que ouviram histórias lidas pelos pais aprenderam 143.

Os benefícios nutricionais também são maiores em crianças que comem regularmente com a família. Dados da pesquisa “Family, dinner and diet quality among older children and adolescents” apontam que o consumo de frutas, vegetais, vitaminas e micronutrientes é maior entre as crianças e os adolescentes que participam de refeições em família. Além disso, esse mesmo grupo apresenta menor consumo de frituras e bebidas artificiais açucaradas.

Os pesquisadores alertam, entretanto, que apenas a presença de alimentos saudáveis não é suficiente para garantir todos os benefícios. Mais importante do que isso é que as refeições ocorram em uma atmosfera tranquila, sem cobranças ou restrições.

Também é importante que o momento seja de conexão com os pais e focado no fortalecimento das relações interpessoais. Portanto, é importante que a TV esteja desligada e que o teor das conversas seja positivo.

Grande abraço!

Press Office

Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Vida inteligente na WEB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.