Britânicos terão que pagar taxa para entrar na União Europeia após Brexit

Britânicos terão que pagar taxa para entrar na União Europeia após Brexit

Mesmo com toda a tensão que envolve essa discussão, a UE já vem tomando suas medidas para os cidadãos do Reino Unido

Além de arcar com os custos das passagens, os britânicos também vão ter que pagar uma taxa para entrar na União Europeia. A decisão foi divulgada pela Comissão Europeia em dezembro de 2018.

Já faz algum tempo que o polêmico Brexit tem data para se tornar realidade: é o dia 29 de março de 2019. Porém, o momento atual tem sido de muita apreensão para os cidadãos britânicos, pois a primeira ministra Theresa May e o Parlamento do país não conseguiram aprovar nenhuma proposta de acordo entre o país e a União Europeia nem um período de transição, o que é visto com péssimos olhos pelo governo e pela população.

O acordo vem sendo atrasado por alguns fatores, como membros do Parlamento que são contra o Brexit e visam ganhar tempo para tentar propor um projeto de lei que atrase a separação, bem como a questão da Irlanda, em que não se consegue chegar a um consenso. Além de negociar tarifas alfandegárias próprias para a Irlanda do Norte e também Irlanda (que integra a União Europeia), há receio de que postos de checagem possam levantar uma rivalidade que estava quieta há muito tempo.

(Crédito: divulgação)

Além disso, um novo referendo é visto com grande pessimismo por Theresa May. Em entrevista à BBC, afirmou: “Um precedente difícil que poderia ter implicações significativas sobre como lidamos com referendos neste país. Fortaleceria os que fazem campanha para dividir nosso Reino Unido”.

Enquanto a trama que envolve o Parlamento britânico ganha contornos muito dramáticos, a Comissão Europeia já decidiu o que fazer com os seus cidadãos, processo bem similar ao que acontece com outros países do mundo inteiro, porém, mais simples que a maioria.

Os britânicos que quiserem viajar deverão se submeter às regras da Etias (Sistema Eletrônico para a Autorização de Viagem), que tem como finalidade regular os vistos na União Europeia e garantir segurança nas fronteiras da região. Assim, os candidatos devem preencher um formulário online e pagar o visto de sete euros, cerca de 30 reais e válido por três anos.

O visto deve se tornar uma realidade a partir do momento em que o Reino Unido sair da União Europeia. O Etias ainda não determinou quais os pré-requisitos para solicitar o visto nem quais os dados pessoais que serão necessários.

Grande abraço!

Press Office

Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Vida inteligente na WEB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.