Fitness Moral

Fitness Moral

Por Antônio de Oliveira

Poeta satírico, Juvenal cunhou expressões lapidares, como “panem et circences”, pão e circo, “rara avis”, ave rara, e “mens sana in corpore sano”, uma mente sadia em um corpo sadio. Esta última é parte da resposta de Juvenal à questão sobre o que as pessoas deveriam pedir em oração, basicamente, saúde espiritual e saúde física.

Hoje em dia se dá o maior valor a um corpo sarado, mesmo que a mente esteja contaminada. A palavra fitness, em inglês, é formada a partir de fit, no seu significado de boa forma, e ness, um sufixo que, por sua vez, forma substantivos, à semelhança de darkness, escuridão, em que esse sufixo é acrescentado ao adjetivo dark, escuro. Enfim, pode-se entender fitness como bom condicionamento físico, objetivo que às vezes se torna obsessão em determinadas pessoas. Malhar passou a significar fazer ginástica intensiva visando à musculação ou ao emagrecimento. Malhação, hoje, é palavra de ordem. E ordem do dia, de todo dia, praticamente. O número de academias de ginástica comprova essa situação.

mentecapta-prisao-do-corpo

Paralelamente, e infelizmente, essa corrida às academias não vem acompanhada do que se poderia chamar de fitness moral. Parece até que, à medida que essa preocupação com o corpo cresce em proporção aritmética, a corrupção cresce em proporção geométrica, lembrando a teoria de Malthus. Nunca dos nuncas esse tema foi tão destacado pela nossa mídia.

mentecapta-prisao-do-corpo-2

Mas já o padre Antônio Vieira afirmara que das partes daqui se conjuga por todos os modos da arte o verbo rapio. Em suma, furta-se por todos os modos: pelo modo indicativo, pelo modo imperativo, pelo modo mandativo, pelo modo optativo, pelo modo conjuntivo, pelo modo potencial, pelo modo permissivo, pelo modo infinitivo; também por todos os tempos: presente, pretérito e futuro: no imperfeito, perfeito, plusquam perfeito, pois furtam, furtaram, furtavam, furtariam e haveriam de furtar. Na voz ativa e na voz passiva porque quem é roubado e consumido é o povo.

[author] [author_image timthumb=’on’]https://www.duniverso.com.br/wp-content/uploads/2014/03/foto-antonio-oliveira.jpg[/author_image] [author_info]O professor Antônio de Oliveira, cronista fascinante, é Mestre em Teologia pela Universidade Gregoriana de Roma, na Itália. Licenciado em Letras e em Estudos Sociais pela Universidade de Itaúna; em Pedagogia e em Filosofia pela Faculdade Dom Bosco de Filosofia, Ciências e Letras de São João del Rei. Estágio Pedagógico na França. Contato: antonioliveira2011@live.com[/author_info] [/author]

Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Vida inteligente na WEB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.