Como usar os novos saques do FGTS para investir em um imóvel

Como usar os novos saques do FGTS para investir em um imóvel

Mudanças deste ano no FGTS permitem novas modalidades de saque. Dinheiro do fundo pode ajudar a pagar o imóvel próprio.

No ano de 2019, o governo federal anunciou regras novas para o saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Antes, o dinheiro do fundo podia ser utilizado apenas em algumas situações: demissão sem justa causa, aposentadoria, compra de imóvel ou em casos de doenças graves.

O FGTS pode ser utilizado por trabalhadores que têm contrato em regime celetista, com base na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Todos os meses, a empresa contratante paga 8% do valor do salário do trabalhador em um fundo da Caixa Econômica Federal, vinculado ao CPF da pessoa.

Usar o FGTS para a compra de um imóvel é uma alternativa atrativa para a utilização do dinheiro do fundo. Caso esse dinheiro fique parado por muito tempo, ele tende a desvalorizar e perder o seu valor, sobretudo se o rendimento do fundo ficar abaixo da inflação. Nesse cenário, usar o dinheiro do fundo para comprar um imóvel pode ser um bom investimento.

Agora, existe a possibilidade de também realizar um saque imediato, na quantia de até R$ 500, limitado ao valor do saldo. Esse é um direito dos trabalhadores que possuem contas ativas ou inativas do FGTS. É preciso consultar o cronograma de pagamento estipulado pela Caixa Econômica Federal para saber quando sacar o dinheiro.

Outra novidade é o chamado saque-aniversário, uma nova alternativa de saque por rescisão do contrato de trabalho. Ele permite a retirada de parte do saldo da conta do FGTS anualmente no mês do aniversário do indivíduo. Quem optar pela escolha dessa modalidade não poderá sacar o total da conta por motivo de demissão.

Requisitos

Existem alguns cenários em que o FGTS pode ser utilizado em uma transação envolvendo um imóvel. O primeiro deles é para comprar ou construir um, tanto para pagar o valor total quanto a entrada de um financiamento imobiliário. Ele também pode ser usado para quitar a sua dívida da compra ou pagar uma parte do valor das parcelas.

Entretanto, o valor não pode ser utilizado para reformar ou ampliar um imóvel que a pessoa já tenha. Também não é permitido utilizar o dinheiro para comprar materiais de construção, assim como não é possível usufruir dele para comprar terrenos sem construção.

Para utilizar o benefício, o interessado deve atender algumas regras. Ele não pode ser proprietário de nenhum imóvel residencial urbano na cidade em que comprará o imóvel desejado, nem ter um financiamento aberto no SFH (Sistema Financeiro de Habitação) e deve ter, ao menos, três anos de carteira assinada, recebendo o FGTS.

Se ele deseja pagar parte do valor das parcelas de um financiamento, ele deve ser o titular do mesmo. Ao solicitar o saque do FGTS, é preciso que ele não tenha parcelas com pagamento atrasado. O dinheiro do fundo só pode ser utilizado para imóveis no valor abaixo de R$ 1,5 milhão.

Para sacar o benefício, primeiro verifique o saldo existente no fundo. Feito isso, a pessoa deve ir à Caixa Econômica Federal, portando documento de identidade, declaração completa do Imposto de Renda, extrato da conta do FGTS e certidão de casamento, se for o caso.

Uma ponderação importante deve ser feita: ao resgatar o FGTS para adquirir um imóvel, a pessoa não terá mais uma reserva financeira para sua aposentadoria ou para circunstâncias de desemprego. Por isso, é recomendado que, ao utilizá-lo, a pessoa se organize e guarde um dinheiro reserva que possa ser usado em caso de imprevistos.

Grande abraço!

Press Office

Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Vida inteligente na WEB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.