Prêmio Nobel da Paz 2010: o chinês Liu Xiaobo leva

Prêmio Nobel da Paz 2010: o chinês Liu Xiaobo leva

No último dia 08 de outubro os representantes e defensores para um mundo melhor (incluindo a mim) comemoramos a notícia de que o crítico literário, escritor, professror universitário e ativista político chinês Liu Xiaobo com 54 anos de idade, atualmente cumprindo uma pena de 11 anos em uma prisão chinesa, é o destinatário do Prêmio Nobel da Paz de 2010.
Movimentos para sua libertação imediata crescem em todo o planeta!

Em 08 de dezembro de 2008, às vésperas do lançamento da Carta intitulada Nº 08, uma declaração pioneira pedindo a reforma política, mais direitos humanos e um fim ao governo de partido único na China Liu Xiaobo foi detido. O documento ganhou mais de 10.000 assinaturas de cidadãos de toda a China.

Liu foi mantido quase incomunicável em local desconhecido fora de Pequim por mais de seis meses antes de ser formalmente acusado de “incitar à subversão do poder estatal”.
Em dezembro, 25, foi julgado em um tribunal e condenado pela acusação que tinha como base a Carta Nº 08 e 06 ensaios de sua autoria.
Todos os recursos foram rejeitados e em 24 de maio de 2010 foi transferido para Jinzhou prisão na província de Liaoning a centenas de quilômetros de sua casa em Pequim. Sua esposa, Liu Xia, só tem permissão para visitá-lo uma vez por mês.

Em 1989, Liu organizou uma greve de fome na Praça Tiananmen, em apoio à manifestação estudantil em prol de um regime democrático e sustentável defendendo sempre à não-violência por parte dos alunos. Passou quase dois anos de prisão pelo seu papel no evento e mais três anos de “reeducação pelo trabalho”, em 1996, por questionar publicamente o papel do sistema de partido único chinês.

Em 2004, suas linhas de telefone e conexão à Internet foram cortadas depois do lançamento de seu ensaio criticando o uso de “subversão” taxas usadas para silenciar os jornalistas e ativistas, e desde então tem sido alvo de vigilância e assédio policial regularmente.
Atualmente pelo menos 45 escritores estão presos na China por seus escritos contra o regime.

Fontes e imagens:
nobelprize.org
liuxiaobo.eu
latimes.com
larazon.es
centopocy.com

Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Vida inteligente na WEB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.