A droga demoníaca do Apocalipse: tadinho do Crack

A droga demoníaca do Apocalipse: tadinho do Crack

Considerada a droga do demônio, o Apocalipse parece chegar para quem faz uso dela!

Esta nova droga que apareceu na Rússia, propriamente na Sibéria, em 2002 e se espalhou praticamente por todo o país, está deixando as autoridades russas (quiçá do mundo), digamos, com os cabelos em pé!

Sabemos que a maioria das drogas viciam rapidamente e são extremante prejudiciais ao organismo humano como um todo, mas “Krokodil” estabelece um novo padrão para a destruição rápida da mente, do espírito e do corpo de seus “adoradores”.

krocodil+droga+apodrece+usuarios+russia-02

O alto preço da heroína, até então das drogas preferidas na Rússia, fez com que milhares de usuários migrassem para a droga Krokodil, pois enquanto uma dose de heroína sai por cerca de R$150 reais uma de Krokodil as vezes nem chega a R$10 reais. Putz!

A codeína, vendida livremente nos balcões das farmácias sem receita médica, é a base para se conseguir através de tenebrosas misturas e reações químicas caseiras, a desomorfina, o princípio ativo da maldita, sendo dez vezes mais poderosa do que a morfina!

krocodil+droga+apodrece+usuarios+russia-04

Para se ter uma ideia do que estamos falando, thinner, gasolina, ácido clorídrico, iodo e fósforo vermelho (aquele que vem nas caixas de fósforos) são os “maravilhosos” ingredientes utilizados na manufatura do Krokodil (crocodilo).

Como o efeito dura no máximo 90 ou 120 minutos e o “cozinheiro” leva cerca de 30 para produzir o “banquete, praticamente um viciado passa o dia (ou dias) totalmente por conta do suplício.

krocodil+droga+apodrece+usuarios+russia-08

Os resultados para o corpo e mente são devastadores. Pelo nome (crocodilo) já se tem certa noção de como fica a pele dos viciados: escamosa, com erupções e esverdeada como a de um crocodilo.

Mas isso é apenas o começo!

Como o “banquete” é preparado sem a menor consideração com higiene (muitas impurezas) e possui agentes altamente nocivos, a carne dos prisioneiros do Krocodil apodrece (gangrena) em várias partes do corpo sendo comum usuários terem seu músculos e ossos expostos (em muitos casos é necessário amputação), numa cena dantesca de se ver!

krocodil+droga+apodrece+usuarios+russia-03

Enquanto a expectativa de vida de um viciado em heroína varia entre 3 e 7 anos um usuário de krocodil não suporta mais de 1 ou 2 anos.

Estima-se que cerca de um milhão de pessoas (e aumentando) em toda Rússia estão injetando esta droga mortal. A quantidade de krokodil apreendido pela polícia aumentou 23 vezes entre 2009 e 2011, onde só nos primeiros três meses de 2011 foram 65 milhões de doses.

krocodil+droga+apodrece+usuarios+russia

Como epidemia que já é, pode se tornar calamidade pública se ações verdadeiramente efetivas de combate e prevenção não forem disseminadas pelas autoridades russas, pois o processo de desintoxicação do Krokodil é cruel, lento e extremamente doloroso.

krocodil+droga+apodrece+usuarios+russia-05

Enquanto que com a heroína em cerca de 10 dias pode se conseguir uma boa limpeza, o Krokodil pede pelo menos um mês de martírio, e pode deixar sequelas terríveis como a perda da capacidade de falar, perda de coordenação motora, lerdeza geral além do que já foi falado anteriormente.

krocodil+droga+apodrece+usuarios+russia-06

O “caus” das drogas existe em todo o planeta (no caso do Brasil o crack reina), e no mundo todo é caso de saúde pública, além dos crimes, tristezas e mazelas que normalmente envolvem coisas ilícitas.

Nos tempos de hoje as drogas estão à nossa porta, cada vez mais perto de nós, de nossos filhos e amigos.

krocodil+droga+apodrece+usuarios+russia-09

A facilidade de se conseguir drogas aliada à degeneração do conceito família, empurram cada vez mais as sociedades para o abismo das drogas.

Então amigas e amigos leitores, como não existe “fronteira” para as drogas, devemos estar atentos (orai e vigiai) não só por nós mas também por aqueles os quais amamos, pois se deixarmos a esmo, amanhã poderá ser tarde demais!

Gostou? Compartilhe por favor.
Grande abraço!

Fontes:
en.wikipedia.org
narconon.org
redhotrussia.com

Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Vida inteligente na WEB.

18 comentários em “A droga demoníaca do Apocalipse: tadinho do Crack

  • 12/07/2013 em 15:12
    Permalink

    Olá.
    É assustador, juro que tentei ,mas não fui capaz de ler o texto pelo fato das imagens chocantes
    . Infelizmente é questão de tempo para essa maldita droga se espalhar pelo mundo.
    Gostaria de citar sua postagem em meu portal, você e autoriza?
    Aguardo sua resposta.
    Até mais

  • 03/09/2013 em 21:09
    Permalink

    Espero que essas imagens sirvam para inibir o consumo dessa droga por aqui.

  • 17/12/2013 em 19:13
    Permalink

    meu Jesus tenha misericordia
    tbm não pude ler direito por causa das imagens,não pudia olhar mtu
    meu coração se arebenta por dentro.é triste demais,ver como o diabo está destruindo as pessoas…

  • 18/12/2013 em 09:19
    Permalink

    Realmente é muito triste Solange!
    São devastadores os efeitos desta droga!

  • 21/05/2014 em 20:55
    Permalink

    Parece impossível acreditar que as pessoas, mesmo vendo seus corpos sendo consumidos pela gangrena, continuem a usar. No entanto, como julgar um domínio que parece tão diabólico? Creio que se isso chegar ao Brasil a destruição será ainda maior, já que parece que muitos preferem morrer a lutar, a viver (?) esfarrapados pelas ruas e, então, caso aconteça, aliado a pior miséria e horror nunca antes visto e criado pela própria pessoa. Certamente que por aqui as mortes se darão como se moscas estivessem morrendo vítimas de algum veneno.
    Tomara que não sejamos obrigados a ver isso ao caminharmos pelas já destruídas ruas e avenidas.

  • 20/02/2015 em 17:11
    Permalink

    Só Deus

  • 09/03/2015 em 08:52
    Permalink

    gostaria de saber mais a eci respeito estou estudando tudo sobre drogas licitas e inlis
    itas

  • 07/08/2016 em 09:48
    Permalink

    Nossa que horror realmente é muito triste!

  • 07/08/2016 em 09:49
    Permalink

    Nossa realmente é muito triste!

  • 28/02/2017 em 22:28
    Permalink

    Isso não é verdade! É engraçado ver as pessoas acreditando em qualquer coisa que ver na internet! kkkk

  • 01/03/2017 em 16:40
    Permalink

    Simplesmente devastador os efeitos dessa droga. Oque mais me preocupa e com o fato de um dos efeitos ser o tal “canibalismo” isso e realmente preocupante.

  • 02/03/2017 em 10:05
    Permalink

    Bom dia Nathan!
    Obrigado pela visita!
    Infelizmente, é verdade!
    O que não é verdade, são os boatos espalhados pela WEB, dizendo que: “esta droga mata em 3 dias”. ISto é inverídico.
    Veja o que a Wikipedia fala sobre a droga:

    Sociedade e cultura[editar | editar código-fonte]
    Uso recreativo[editar | editar código-fonte]
    O consumo de desomorfina na Rússia atraiu a atenção internacional em 2010, devido a um aumento na sua produção clandestina, presumivelmente devido à sua síntese relativamente simples a partir da codeína que era disponível para venda livre. O primeiro caso de uso da substância caseira foi relatado na Sibéria em 2003, quando a Rússia começou uma grande operação no combate a produção e tráfico de heroína, mas desde então seu uso se espalhou por toda a Rússia e as antigas repúblicas soviéticas vizinhas.[12] A droga pode ser feita a partir da codeína e do iodo derivado da oxitetraciclina e fósforo vermelho de munição,[20] em um processo semelhante ao do fabricação de metanfetamina proveniente da pseudoefedrina. Como a metanfetamina, por ser feita dessa forma a desomorfina é frequentemente contaminada por várias substâncias. O nome de rua na Rússia para sua forma caseira é krokodil (em russo: крокодил, crocodilo), possivelmente relacionado com o nome químico do precursor α-Clorocodina ou pela semelhança da pele, danificada pelo uso da droga, com a do couro de crocodilo.[12] Devido a dificuldades na aquisição de heroína, combinada com o fácil acesso e baixo preço de produtos de venda livre nas farmácias que contêm codeína, o uso de krokodil aumentou na Rússia.[15] Estima-se que cerca de 100 mil pessoas usam krokodil na Rússia e cerca de 20.000 na Ucrânia.[15] Uma morte na Polônia em dezembro de 2011, foi atribuída ao uso de krokodil e seu uso também foi confirmado em comunidades de refugiados russos em uma série de outros países europeus.[21]

    Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Desomorfina

    Grande abraço!

  • 07/03/2017 em 20:47
    Permalink

    Melhor fica no bexk msm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.