Desmistificando o ovo

Desmistificando o ovo

Saiba mais sobre esse alimento que gera tanta polêmica

 Hoje em dia, parece que está ficando cada vez mais difícil se alimentar. Ligamos a TV e lá estão especialistas falando que determinado alimento é um vilão. Mas, na semana seguinte, descobrimos que não é bem assim.

Uma das grandes vítimas desse vai e vem é o ovo. O alimento rico em vitaminas e bastante nutritivo já foi considerado um grande inimigo do coração, associado erroneamente aos altos índices de colesterol ruim.

Na gema, por exemplo, concentra-se uma grande quantidade de substâncias importantes para o organismo humano, como ferro, vitamina B e ácido fólico.

Outro mito sobre o ovo é que ele engorda. Na verdade, a gema do ovo contém uma substância chamada colina, que não só acelera o metabolismo, mas também ajuda a emagrecer.

A clara, por outro lado, também tem seus atrativos. Ela é muito rica em uma proteína chamada albumina, responsável pela formação e reparação dos músculos. Essa proteína é absorvida rapidamente pelo organismo.

Nas academias

Você já deve ter ouvido falar que o consumo de ovos entre atletas e pessoas que fazem musculação vem crescendo bastante nos últimos anos. Isso acontece porque eles descobriram que esse alimento natural, fácil de encontrar e, ainda barato, pode ser um grande auxiliador nas tarefas de emagrecimento ou ganho de músculos.

No entanto, as dúvidas sobre o consumo do ovo começam a aparecer quando o assunto é quantidade e periodicidade com que eles devem ser consumidos para se conseguir os efeitos desejados. Não é incomum ouvir falar de pessoas que consomem até 10 ovos no café da manhã, além de ingerirem quantidade semelhante em outras refeições.

O problema para quem consome ovo em larga escala durante o dia é que a maior eficácia do alimento é obtida à noite, enquanto dormimos. É nessa hora que a proteína é importante para ajudar o corpo em seus processos anabólicos e anticatabólicos.

Outro problema é a relação entre clara e gema. A gema é a parte mais nutritiva do ovo, mas também mais calórica. Se a ideia é fazer musculação, a gema não é tão necessária, por isso, é comum comer cinco claras para cada gema consumida.

Suplementação

Como se pode ver, o ovo não é o grande vilão que se imaginava e podemos consumi-lo tranquilamente. Por outro lado, utilizá-lo como ferramenta para musculação é uma tarefa trabalhosa. O que tantas pessoas estão buscando são os benefícios da albumina.

É preciso muita clara de ovo para suprir as quantidades dessa substância no regime de quem está fazendo musculação. Por isso, é muito mais fácil e prático optar por suplementos que possuem a proteína na concentração e na dosagem ideal para quem está na academia.

Além do mais, chega uma hora em que o ovo, como todo alimento consumido em excesso, enjoa. Algumas pessoas também não se apetecem pelo sabor dele e a suplementação é uma alternativa que funciona muito bem como substituta ou complemento ao comestível.

Grande abraço!
Press Office

Author: Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Vida inteligente na WEB.

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *