Dicas para cuidar de suas flores e plantas
jan22

Dicas para cuidar de suas flores e plantas

  Dicas para cuidar de suas flores e plantas Cuidar de plantas é uma prática muito relaxante e prazerosa. O contato com a natureza libera hormônios de bem-estar e nos dão uma sensação de harmonia com o meio ambiente. Sem falar que qualquer casa fica mais bonita com belas plantas e flores para ajudar a alegrar o ambiente. Se você quer melhorar os cuidados com as suas plantas ou quer começar a ter alguns vasinhos em casa, siga estas dicas. Assim, você terá plantas saudáveis, fortes e bonitas. Escolhendo as espécies É importante escolher a espécie de plantas que melhor vai se adaptar à sua casa e ao seu estilo de vida. Pense sobre condições de luz, calor e espaço antes de escolher. Não adianta escolher uma planta que precisa de rega diária se você viaja muito, por exemplo. Você pode conseguir mais informações sobre qual planta é melhor para sua casa em uma boa floricultura. Cuidado com a água Você precisa saber qual a quantidade de água que a sua planta precisa e qual a frequência que a rega deve ser feita. Em geral, ela precisa acontecer quando a terra dos vasos fica seca. Regue sempre a raiz, e não as folhas. Cuidado com água em excesso, pois ela apodrece as raízes e favorece a proliferação de fungos na terra, o que é nocivo para a planta. Atenção para o fertilizante Algumas espécies de plantas precisam de suplementação de fertilizantes depois de algum tempo, para que mantenham a saúde. Use o fertilizante adequado para a espécie de planta que você cultiva. Qualquer profissional de floricultura pode te ajudar com isso. Coloque a quantidade correta para não sobrecarregar a planta com nutrientes desnecessários. Higiene também conta Mantenha as folhas limpas e livres de poeira e outros resíduos para que a planta possa respirar. Isso contribui e muito com a saúde da sua plantinha, já que o acúmulo de sujeira pode atrapalhar a fotossíntese. Outros cuidados Sempre que possível, retire as folhas murchas e observe como está a saúde geral de sua planta, se a cor das folhas está uniforme e brilhante ou se tem alguma praga. Ocasionalmente, é necessário fazer trocas de vasos para que a planta cresça melhor. Com estas dicas, suas plantas terão saúde e você poderá ter a natureza sempre por perto. Grande abraço! Press Office...

Read More
Porque é tão importante saber conviver bem com os moradores do seu condomínio?
jan19

Porque é tão importante saber conviver bem com os moradores do seu condomínio?

  Porque é tão importante saber conviver bem com os moradores do seu condomínio? Viver em comunidade não é uma tarefa fácil para algumas pessoas, principalmente no que se refere a condomínio de casas e apartamentos, a pluralidade de moradores e ritmos de vida diferentes de alguma maneira podem intervir na vivência em sociedade. Normas pré-estabelecidas são importantes para organização e respeito ao próximo, pois sempre vale ressaltar esses códigos para que o bem comum reine entre os condôminos. Basta andar pela cidade para nos depararmos com muitos condomínios fechados e apartamentos novos, são pessoas que buscam uma qualidade de vida e segurança para a sua família. A procura por estes tipos de imóveis virou sonho de consumo para quem sonha com a casa própria. Respeito às normas de convivência Para se viver em um condomínio é preciso respeitar as regras de convivência, das quais são seguidas à risca, pois a maioria destes tem áreas de lazer amplas, piscinas e praças. Muitos permitem a presença de criação de animais domésticos, como gatos e cachorros. Com toda essa multiplicidade é preciso seguir regras de vivência para que a sua liberdade não restrinja a liberdade do seu vizinho. Área de lazer Sem dúvida é o melhor local de um condomínio, para quem quer relaxar e confraternizar com a família e amigos. Medidas simples auxiliam na boa utilização deste espaço. Por exemplo: – Manter a limpeza e zelar pelo patrimônio, leve sempre uma sacola para jogar seu lixo fora no local adequado; – Não obrigar outros condôminos a conviverem com seus animais de estimação; – Recolher brinquedos e objetos deixados por crianças, supervisão de um adulto para melhor segurança de menores de idade; – Não ouvir música alta após o horário estipulado pelo condomínio; – Ao utilizar a piscina tomar cuidado com o uso de bronzeadores, prender os cabelos se forem muito longos, e verificar se esta acometido por alguma doença de pele transmissível; O mais importante é usar diariamente o bom senso, ser discreto e cortês com o seu vizinho, e respeitar de maneira impreterível o regimento interno do condomínio. Por Jacqueline Gonçalo Jornalista pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) Press Office...

Read More
A ARTE QUE FINGE…
jan17

A ARTE QUE FINGE…

 A ARTE QUE FINGE… Por Antônio de Oliveira Fernando Pessoa considera o poeta um fingidor. Finge tão completamente que chega a fingir que é dor a dor que deveras sente. Para Pablo Neruda, a poesia tem comunicação secreta com o sofrimento do ser humano. Vive pertinho do céu quem vive num barracão de zinco, sem telhado, sem pintura, lá no morro. Mas morar lá! De resto, não apenas o poeta, mas todo artista. Flor do pântano “ressignifica” o pântano, verbo usado na psicologia, e na psicanálise, no sentido de dar novo significado a alguma coisa, de tornar patente alguma coisa latente. Ventura desta vida é a cabrocha, o luar e o violão, o tédio transformado em melodia. Dança inspira liberdade; balé, leveza do ser; ópera, grandiosidade. No palco, conforme Molière, a missão da comédia é representar em geral todos os defeitos do homem, em particular, dos homens de nosso tempo. No nosso caso, especialmente dos políticos. Riso que vira deboche. O humor é uma arma que pode corrigir o Brasil, segundo predição de Jô Soares. A história do cristianismo é indissociável da arte sacra, nas catacumbas, na pintura, na escultura, no artesanato, na música, na literatura. Cidades históricas mineiras são bens culturais palpáveis de arte barroca, de arquitetura religiosa e de religiosidade arquitetônica, apontando para o céu. Mesquitas acompanham a história do islamismo; bem assim sinagogas, a história do judaísmo. Cantando a gente manda a tristeza embora. O samba é o filho da dor. O grande poder transformador de Gil, Caetano, Cazuza. O tango e o fado também têm sua alegria triste. “Sul monti di pietra può nascere un fiore” canta Giani Morandi. Nas montanhas de pedra, por entre reentrâncias, ainda que espremido, nasce o verde, pode nascer uma flor. Perdas são transformadas em arte cinematográfica, num rito de passagem, numa linha imaginária. A foto do garoto de nove anos vendo, do mar, a queima de fogos em Copacabana, na virada do ano, tem comportado diversas leituras. O professor Antônio de Oliveira, cronista fascinante, é Mestre em Teologia pela Universidade Gregoriana de Roma, na Itália. Licenciado em Letras e em Estudos Sociais pela Universidade de Itaúna; em Pedagogia e em Filosofia pela Faculdade Dom Bosco de Filosofia, Ciências e Letras de São João del Rei. Estágio Pedagógico na França. Contato: antonioliveira2011@live.com Imagem: sxc.hu...

Read More
FALTA DE ESCRÚPULO 
jan09

FALTA DE ESCRÚPULO 

 FALTA DE ESCRÚPULO  Por Antônio de Oliveira No Brasil, temos vivido o império da falta de escrúpulos e de falsidade. De acordo com a origem da palavra, sequer há uma pedrinha no sapato de nossos políticos. Na verdade, é uma quimera acreditar num Brasil melhor ante supersalários acrescidos de penduricalhos e mordomias, tudo muito acima do que merecem pessoas que estariam exercendo um múnus público, em sentido amplo. Nunca se fala em cortar efetivamente na própria carne, diminuir gastos com o dinheiro do contribuinte e fazer mais com menos, em favor dos brasileiros. Impensável se tornou o enxugamento da máquina, um basta definitivo ao aumento de impostos e aos entraves da burocratização. Sem falar na falta de seriedade, de competência e honestidade, sem caixa dois nem propina e foro privilegiado. Aliás, privilégio, no sentido de lei para alguns, é o que mais há. Uma pauta dessas, contendo austeridade, jamais entraria para aprovação por suas excelências. Só por um milagre brasileiro. “Pátria, minha patriazinha, tadinha, lindo e triste Brasil”, canta Toquinho lembrando o Poetinha. No tocante aos privilégios, não abre mão o ateu, o agnóstico, o pardo e o branco, homem e mulher, o de esquerda, o de direita, o de credo religioso, base aliada e oposição. Todos aliados aos próprios interesses. Somente é contra mordomia quem não tem. Quem tem poder não forceja por  justiça. Excesso de burocracia interessa ao poder. Todos os partidos se esmeram em loas à honestidade. São palavras de Padre Antônio Vieira: “uma cousa é o soldado, e outra cousa o que peleja; uma cousa é o governador, e outra o que governa. Da mesma maneira, uma cousa é o semeador, e outra o que semeia; uma cousa é o pregador, e outra o que prega. O semeador e o pregador é nome; o que semeia e o que prega é ação; e as ações são as que dão o ser ao pregador. Ter nome de pregador, ou ser pregador de nome não importa nada; as ações, a vida, o exemplo, as obras são as que convertem o mundo”. O professor Antônio de Oliveira, cronista fascinante, é Mestre em Teologia pela Universidade Gregoriana de Roma, na Itália. Licenciado em Letras e em Estudos Sociais pela Universidade de Itaúna; em Pedagogia e em Filosofia pela Faculdade Dom Bosco de Filosofia, Ciências e Letras de São João del Rei. Estágio Pedagógico na França. Contato: antonioliveira2011@live.com Imagem: wikipedia...

Read More
Saiba como manter o cérebro ativo durante as férias
jan09

Saiba como manter o cérebro ativo durante as férias

 Saiba como manter o cérebro ativo durante as férias Como continuar trabalhando o cérebro? Aproveite os aplicativos que estimulam o desenvolvimento e não se esqueça dos livros As tão esperadas férias escolares chegaram. Podemos aproveitar esse período de descanso da escola para continuar trabalhando o cérebro. A tecnologia pode nos ajudar a continuar aprendendo e exercitando-o. Os celulares vão além de receber ligações, fazendo com que você possa instalar aplicativos, que tem o intuito de aprimorar nossos conhecimentos, memória, concentração e velocidade de raciocínio de forma lúdica. É mais uma forma de usar a tecnologia ao nosso favor. Cada mais vez aumenta o número de aplicativos voltados a atividades para nosso cérebro, uma ‘ginástica cerebral’. Esses aplicativos são disponíveis e de acordo com as mais diversas idades, diversos conteúdos e disciplinas diferentes. Listamos aqui alguns aplicativos para você não ficar parado nas férias: Elevate: O aplicativo é voltado para melhorar a memória, concentração e ainda pode melhorar, por exemplo, seus conhecimentos em matemática. A ferramenta também personaliza qual área de conhecimento você pretende melhorar. Duolingo: É uma ferramenta gratuita para o aprendizado de línguas. Ao baixar o aplicativo, você preenche e escolhe a língua que quer aprender, como inglês, espanhol, francês, e depois em que nível se encontra. A partir daí, uma série de conteúdos e exercícios são disponibilizados. É uma ótima forma de conhecer novas línguas e de aperfeiçoar as que já têm algum contato. Fit Brains Trainer: Tem como proposta estimular concentração, memória, velocidade de raciocínio e a lógica, com 360 sessões de treinamento. O aplicativo mantém seu cérebro afiado usando-o diariamente. Memrise: Também focado na memória e aprendizado de idiomas. A ferramenta apresenta uma técnica que permite ao cérebro aprender até 44 palavras por hora. As metas de aprendizado são personalizadas para cada usuário. Contre Jour: esse jogo chama atenção pelo fato de jogador controlar as alterações no ambiente e não o protagonista, como é comum. Esse forma diferente de jogo faz com que as pessoas pensem mais e mais. Little Things Forever: procurando objetivos no meio de um mosaico cheio de itens, o jogo faz com que gastem bastante atenção e tempo para encontrar o que é pedido. Outra forma já conhecida da maioria dos estudantes de manter a mente em exercício é a leitura de livros. A leitura é sempre importante, em todas as fases da vida, e independente do livro, do seu gênero, o importante é o ato de ler. Com isso, também é criado uma rotina, o que facilitará os estudos posteriormente. Nas férias, a leitura é feita de forma mais natural, sem cobrança, o que pode fazer com que o conteúdo...

Read More