Por ocasião da Copa do Mundo

Por ocasião da Copa do Mundo

Por Antônio de Oliveira

Dando voz à bola com seus bordões característicos, alguns locutores marcam época. Dentre outros, Sílvio Luiz. Bola bem no ângulo: No gogó da Ema! Bola na trave: No paaaaaaau!. O que é que eu vou dizer lá em casa? Esse até minha sogra fazia! Pelas barbas do profeta! Olho no lannnceee! Pelo amor dos meus filhinhos! Para um chute forte ao gol: Manda uma chinelada! Manda uma sapatada! Januário de Oliveira: Taí o que você queria! Tá lá um corpo estendido no chão! Ele é cruel, muuuuito cruel! Sinistro, muito sinistro!…

copa-do-mundo-2014-brasil

Osmar Santos: Pimba na gorduchinha, ripa na chulipa, um pra lá dois pra cá, vai pegar fogo no boné do guarda, vai garotinho… E que goooooooooool!
Luciano do Valle: Impressionante! Impressionante! Fernando Sasso: Tá, taaá… no filó!!!… Mário Caixa narrando o gol de Diego Tardelli, jogador do Atlético Mineiro: Tar-delli é goool! Tar-delli é goool! Balançou a rede é gol! É caixa, caixa, caixa!… Rá-tá-tá-tá-tá-tá…

narrador-microfone-copa-2014-brasil

Galvão Bueno diria: “vamos fazer o seguinte”. Vamos lembrar o cronista Nelson Rodrigues popularizado: a seleção é a pátria de chuteiras. E o povo não é exigente. Contenta-se com o bom rendimento dos jogadores profissionais. E, como em futebol o que conta é gol, a galera quer gol.

A vida vale uma bola rolando no gramado, ídolos selecionados, um fone de ouvido, um telão, uma cervejinha. Os políticos sabem disso!

Fuleco-mascote-copa-futebol-brasil-2014

Na loteria muitos jogam, poucos ganham. No futebol, poucos jogam e muitos ficam na plateia. O povo vibra. Adora os dribles, os passes de calcanhar, a ginga. Anseia e torce pelo gol, essência do futebol. Nos bastidores, passes milionários, uma parafernália de fios, cabos, aparelhos de última geração, estatísticas minuciosas de gols, escanteios, chutes a gol, velocidade dos lances, tira-teima. No futebol, um excelente investimento, tudo é medido, cronometrado. Dominada, passada e repassada, uma bola faz a festa. É a estrela do espetáculo. Brazuca é o nome dela.

O professor Antônio de Oliveira, cronista fascinante, é Mestre em Teologia pela Universidade Gregoriana de Roma, na Itália. Licenciado em Letras e em Estudos Sociais pela Universidade de Itaúna; em Pedagogia e em Filosofia pela Faculdade Dom Bosco de Filosofia, Ciências e Letras de São João del Rei. Estágio Pedagógico na França. Contato: antonioliveira2011@live.com

Imagem: sxc.hu

Author: Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Vida inteligente na WEB.

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *