Oceano D’Alma

Oceano D’Alma

Por Antônio de Oliveira

Grande epopeia nas águas da Ilíada. Homero verseja que o oceano é o princípio da origem de tudo. De minha parte, digo: oceano de minh ‘alma. Lá, no íntimo de nosso ser, a voz ritmada do oceano fala à nossa alma e sussurra: imensidão! Imensidade!… Nosso olhar se perde fitando a vastidão das águas que rumorejam. Não importa sejam águas de pélago, pego, sem o “la”, ponto ou mar. Os rios, todas as águas correm para o oceano como a creditar-lhe as origens, de A a Z, de Z a A. Mar, todas as águas te procuram!

Num largo oceano d’alma navego eu. Casimiro de Abreu pergunta: “Que pode haver maior do que o oceano?” Gigante como o Oceano Atlântico, cujo nome deriva de Atlas, filho do deus dos mares Netuno. Em alto mar apenas o céu está acima das águas, mais do que num oceano de lágrimas de infinitas gotas, num oceano de luzes irradiadas de um ar-en-ciel.

Em momentos de paz, sinto-me no Oceano Pacífico, também chamado de Mar das Índias, de águas tranquilas, em que o espírito de Deus paira sobre as águas. Águas profundas formando como que um abismo, de cujas profundezas o salmista clama ao Senhor que escute a sua voz. Ou então me enleio no Oceano Índico, na costa litorânea da Índia e da Indonésia. Também me é enleante o Oceano Glacial Ártico, lá longe, no Polo Norte, sob a constelação da Ursa Menor. O nome, em razão disso, provém da palavra grega arctos, urso em grego. De ponta a ponta, em posição geográfica oposta ao Oceano Glacial Ártico, do ártico ao antártico, através do mundo oceanográfico.

Santo-Agostinho-replica-de-Peter-Paul-Rubens

Santo Agostinho teve um sonho revelador. Sonhou que avistava um garoto, numa praia, enchendo, da água do mar, um balde e, em seguida e seguidamente, despejava a pouca d’água num buraquinho na areia, na tentativa de ali colocar toda a água do mar. Questionada por Agostinho, a criança respondeu: Mais difícil que isso é compreender os mistérios de Deus!…

Agostinho mergulhou “no azul do mar; onda que vem azul, todo azul do mar”.

O professor Antônio de Oliveira, cronista fascinante, é Mestre em Teologia pela Universidade Gregoriana de Roma, na Itália. Licenciado em Letras e em Estudos Sociais pela Universidade de Itaúna; em Pedagogia e em Filosofia pela Faculdade Dom Bosco de Filosofia, Ciências e Letras de São João del Rei. Estágio Pedagógico na França. Contato: antonioliveira2011@live.com

Imagem: Wikipedia

Author: Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Vida inteligente na WEB.

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *