Incorporação ganha destaque entre empresas: entenda o porquê

Incorporação ganha destaque entre empresas: entenda o porquê

 Incorporações englobam empresas, reúnem ideias e trazem vantagens comerciais

Com a criação de empresas e a diversificação da participação no mercado, as parcerias empresariais estão ganhando destaque. O objetivo é poder se destacar em meio ao mercado, somando aliados, valores e perspectivas de negócio. Desta forma, a incorporação traz perspectivas de alianças, e é um dos meios de agregar e expandir o patrimônio, tanto para a empresa incorporada como para a que incorpora.

A incorporação de uma empresa acontece quando esta é absorvida por outra corporação. Deste modo, a pessoa jurídica da empresa incorporada se extingue, e então, transfere direitos e obrigações para aquela que a incorpora. A natureza jurídica permanece inalterada; o que acontece é apenas uma alteração de contrato para a comunicação do aumento de patrimônio, passado integralmente de uma empresa para a outra.

A ideia surge diante da necessidade de tomar posição de frente ao mercado de trabalho, aliando-se à concorrência e expandindo o controle de mercado atual. Além disso, a concentração de pessoas capacitadas e de tecnologias também funciona como combustível para o sucesso das incorporações, expandindo o nível de eficiência e de possibilidade lucrativa de uma corporação.

Um exemplo de incorporação brasileira foi a de uma rede de bancos de São Paulo, Nossa Caixa, pelo Banco do Brasil. A operação só foi realizada após a aprovação do Banco Central, que avaliou os possíveis danos para a concorrência em relação à união. Ou seja, diante da mediação, a incorporação pode ocorrer sem grandes ressalvas.

A incorporação é o instrumento mais usual para a aquisição do controle acionário de uma empresa pela sua capacidade de somar esforços e potências de ambas equipes. A consolidação do mercado é uma aposta que as empresas procuram investir ao se incorporarem, e diante disto, do aumento da perspectiva de lucro.

Para fazer a incorporação, é necessário consultar a situação jurídica, financeira e contábil da empresa a ser incorporada, assim como análise dos riscos para ter a certeza da qualidade gestacional a ser apreendida. A capacidade de gerar resultados, a participação no mercado e as tecnologias apreendidas são pontos importantes de serem levantados a fim de realizar incorporações em sua nova fase.

Diferente de uma simples compra e controle acionário, a incorporação acontece com a compra da empresa, e desta forma, o incorporador assume o comando da empresa incorporada.

Em relação aos funcionários, as questões trabalhistas são incorporadas sucessivamente à empresa incorporadora, sem necessidade de outro contrato ou mudança na carteira de trabalho. O vínculo empregatício continua o mesmo, tendo apenas uma correção da pessoa jurídica no contrato e uma retificação no registro da carteira.

Outras formas de parcerias individuais são a fusão e a cisão de empresas. No caso da fusão, duas empresas se unem para formar uma terceira, aliando seus resultados em conjunto para a criação de um novo investimento empresarial.

A cisão, por outro lado, acontece quando uma empresa transfere parte de seu patrimônio para outra, de forma parcial ou total, acarretando na extinção da primeira.

Dessa forma, cada forma de parceria empresarial tem seu resultado específico; o destaque para a incorporação surge pela possibilidade de somar poderes e de conseguir destaque diante do mercado, através da concentração empresarial.

Grande abraço!
Press Office

Author: Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Vida inteligente na WEB.

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *