Dia do Professor

Dia do Professor

Por Antônio de Oliveira

Há mais tempo se dizia que o estudo se pautava por três regrinhas, expressas pelos substantivos: atenção, reflexão, pena na mão. Hoje, essas três regrinhas se resumem num só verbo, fuçar, e ausência de medo para não estragar o aparelho ou mexer no lugar errado, tocar na tecla que não tem nada a ver, acessar, sem querer, a borracha moderna que atende também por um verbo: deletar. Esses aparelhos não exibem a placa: Atenção, perigo!…

letras-dancantes-dia-do-professor-educacao-antigamente

A engenharia está na ordem do dia. Se, para ser médico, é preciso dedicar-se ao estudo da medicina, para construir os aparelhos de que a medicina faz uso e fazer sua manutenção requer-se conhecimento tecnológico.

quadro-negro-giz-computador-dia-do-professor

 

Também antigamente, com ou sem consequência prática, escola se denominava educandário. Hoje em dia, tem-se a corrupção como um dos maiores males do Brasil. Se não for o maior. Nossos políticos, todos, desde vereadores a senadores, ainda que alguns minimamente alfabetizados, também passaram pelas nossas escolas. Nosso ministério se chama Ministério da Educação. E empenhado na avaliação. Mas avaliar o quê? Só instrução? Não seria também educação no trânsito, além destes verbos: não matar, não roubar, não superfaturar, não sonegar, não pichar, não depredar, não poluir, não desrespeitar o próximo, sobretudo os mais velhos, não furar fila, não dar um jeitinho, não fazer uso de drogas? Ah! Como ainda me faço perguntas ingênuas!

professoras-indianas-dia-do-professor

Mas o que interessa mesmo hoje é comemorar o nosso dia. Feliz Dia do Professor! Apesar dos pesares. Má remuneração. Principalmente nas séries do fundamental e médio das escolas públicas. Em suma, pouca valorização. A não ser no discurso dos políticos, pois, em geral, todos enaltecem a educação. Um termo genérico, fluido, de solução mágica na teoria. Na prática, quem sabe das coisas é o professor, desafiado a acompanhar os avanços tecnológicos, depois de tantos anos de estudos.

Você, colega, você é o cara! Continue lutando, mesmo contra a corrente.

O professor Antônio de Oliveira, cronista fascinante, é Mestre em Teologia pela Universidade Gregoriana de Roma, na Itália. Licenciado em Letras e em Estudos Sociais pela Universidade de Itaúna; em Pedagogia e em Filosofia pela Faculdade Dom Bosco de Filosofia, Ciências e Letras de São João del Rei. Estágio Pedagógico na França. Contato: antonioliveira2011@live.com

Imagens: sxc.hu

Author: Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Vida inteligente na WEB.

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *