Cirurgia ortognática corrige deformidades na face

Cirurgia ortognática corrige deformidades na face
O posicionamento inadequado dos dentes pode ser resultado de má formação dos ossos da face, em especial da mandíbula (osso que sustenta os dentes inferiores). Isso faz o uso do aparelho ortodôntico ser insuficiente para resolver o problema. Para tais situações, existe a cirurgia ortognática.

As deformidades dos ossos faciais têm origem genética ou são consequência de distúrbios de crescimento, síndromes, anomalias e traumas na face. Pode ocorrer em um só osso – prognatismo mandibular (mandíbula grande) ou retrognatismo mandibular (mandíbula pequena) – ou de forma associada entre o maxilar superior e a mandíbula. Nesse último caso, será necessária intervenção cirúrgica nos dois ossos para fazer a assimetria óssea. As más formações da face, além de afetar a estética, prejudicam funções importantes como a mastigação, a saúde dos tecidos periodontais e até mesmo a respiração.

A questão não é a posição dos dentes e sim o tamanho dos ossos do esqueleto. Quem tem uma mandíbula grande, geralmente apresenta os dentes inferiores inclinados em direção à língua. A distância entre dentes superiores e inferiores fica menor do que o normal.

cirurgia-ortognatica-brasil

Aparelho-cirurgia- aparelho
A cirurgia ortognática é indicada a partir dos 17 anos (quando o crescimento dos ossos faciais já está finalizado). Antes do procedimento cirúrgico, é necessário o uso do aparelho ortodôntico. Esta primeira fase leva cerca de um ano e auxilia no posicionamento dos dentes, de forma a facilitar posteriormente a operação.

A etapa cirúrgica em si normalmente é realizada com dois cirurgiões, um instrumentador e uma equipe multidisciplinar. Dependendo da intervenção e sua recuperação, a alta ao paciente já é dada na manhã do dia seguinte. Depois é retomada a fase ortodôntica para fazer os últimos ajustes do tratamento. Medicação específica, alimentação balanceada e fisioterapia são algumas dos cuidados do pós-operatório.

Uma das principais vantagens do método cirúrgico é que, por ser feito dentro da boca, ele não deixa cicatrizes na face. Além disso, a correção dos ossos faciais por meio da cirurgia ortognática melhora sensivelmente a relação entre os dentes, músculos, ossos, respiração, fonação, posição da língua, articulação temporomandibular (ATM), mastigação e digestão. Um equilíbrio dessas funções que, aliada a melhoria estética, contribui para o aumento da autoestima do paciente.

Grande abraço!
Press Office

Author: Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Vida inteligente na WEB.

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *