Entenda o que é e como a neuropatia age no corpo
ago24

Entenda o que é e como a neuropatia age no corpo

 Entenda o que é e como a neuropatia age no corpo A doença afeta os nervos e apresenta sintomas como formigamento nos dedos  até a perda da sensibilidade Tudo pode começar com uma sensação de formigamento nas extremidades do corpo, basicamente nos dedos dos pés e das mãos. Em outros casos, pode também se manifestar a perda da sensibilidade nas pontas dos dedos. Esses e alguns outros sintomas podem indicar a presença da neuropatia periférica, uma doença que afeta os nervos e pode ter variados níveis de gravidade, podendo, em casos extremos, levar ao óbito do paciente. O que é a neuropatia periférica e como ela atua no corpo humano? A neuropatia periférica é uma condição que atinge os nervos periféricos, como seu nome já sinaliza. Nesta doença, há um comprometimento da transmissão de informações do cérebro e da medula espinhal para o restante do corpo, o que tende a prejudicar os nervos em vários graus, podendo ocasionar danos irreversíveis ao corpo. Imagem: reprodução pixabay.com Existe uma diversidade enorme de possíveis causas desse quadro, o que de certa forma acaba, algumas vezes, dificultando a identificação do principal estímulo motivador da doença em cada paciente. No entanto, algumas circunstâncias podem figurar entre os principais desencadeantes da neuropatia, e entre elas estão: Desnutrição ou má nutrição Abuso de bebidas alcoólicas Doenças autoimunes Diabetes Uso de alguns medicamentos Quimioterapia Deficiências vitamínicas Presença de tumores Doenças hereditárias Infecções (virais e/ou bacterianas) Contato com substâncias tóxicas Traumas diretos sobre o nervo Hipotireoidismo Doenças renais Alterações do tecido conjuntivo Os sintomas são muito diversos, e estão ligados diretamente ao nervo afetado e à quantidade de nervos danificados no corpo. Entre os mais comuns, estão o formigamento, a sensação de dormência, a perda de sensibilidade e a sensação de queimação nos dedos dos pés e mãos inicialmente. O tratamento é indicado por um médico especialista após a realização de exames clínicos e da avaliação da história clínica do paciente. Com ele, a meta é interromper a lesão ao nervo ou aos nervos, o que retoma a qualidade de vida do paciente afetado pela doença. Press Office...

Read More
5 estratégias para lidar com o estresse e a ansiedade
ago18

5 estratégias para lidar com o estresse e a ansiedade

 5 estratégias para lidar com o estresse e a ansiedade Considerados por alguns especialistas os males do século 21, a ansiedade e o estresse são dois fatores que assolam grande parte da população brasileira. Segundo a Organização Mundial da Saúde –  OMS, o Brasil tem a maior taxa de transtorno de ansiedade do mundo, enquanto, segundo um levantamento internacional da Stress Management Association (Associação Internacional do Controle do Estresse), estamos na segunda posição na lista de países com maior nível de estresse no mundo. E isso é muito preocupante. As pressões causadas pela vida movimentada das grandes cidades, os conflitos no trabalho, as desilusões amorosas e até mesmo o impacto que as redes sociais causam na nossa vida são os principais fatores que podem agravar a ansiedade e o estresse. Pessoas que sofrem desses dois infortúnios às vezes se veem sozinhas e incapazes de lidar com as crises. Se a tensões causadas pelo estresse e pela ansiedade forem muito intensas, a ponto de afetarem sua vida e suas atividades diárias, busque a ajuda de um profissional. Se elas forem moderadas, existem estratégias que ensinam a enfrentá-las, preparando você para saber lidar com elas sempre que o afetarem. Confira na lista a seguir: Use a respiração a seu favor Focar na respiração é uma técnica muito comum e eficaz. Para acalmar os nervos, controle o ritmo de sua respiração, inspirando por cerca de dez segundos e soltando todo o ar dos pulmões até que fiquem completamente vazios. Volte a inspirar lentamente e repita a atividade. Esse exercício de respiração faz com que seu cérebro libere neurotransmissores que trazem a mensagem de que você está ficando calmo, deixando os seus pensamentos alinhados enquanto seu cérebro percebe que não há sinal de perigo ou frustração. Pratique exercícios físicos Talvez o mais clichê desta lista. Exercitar-se faz com que o seu corpo libere endorfinas, um grupo de proteínas que servem como um analgésico, melhorando o seu humor e reduzindo a presença de substâncias que causam estresse e ansiedade. Ocupar o corpo, além de ser ótimo para a saúde física, também é um ótimo momento para trabalhar a mente, como uma forma de meditação ativa. Uma caminhada por dia, por exemplo, torna-se um hábito repetitivo e você acaba analisando os fatores que causam o seu estresse e ansiedade e como eles devem ser trabalhados. Evite pensamentos negativos Parece fácil falar, e realmente é. Mas, como forma de um exercício diário, é possível afastar todos os pensamentos ruins que o afligem. Você não pode escolher como seu chefe, seu cônjuge ou seu algoz vão afetá-lo, mas pode escolher como lidar com eles. Lide de forma...

Read More
Como proteger as crianças no inverno
jul07

Como proteger as crianças no inverno

 Como proteger as crianças no inverno O inverno é uma das épocas em que crianças e adultos apresentam resfriados e gripes com mais frequência. Os pequenos são os que mais sofrem devido a baixa umidade do ar, a concentração de poluentes e principalmente pelas variações de temperatura. Isso porque ainda não estão acostumados com as mudanças do clima. Para evitar as dores no corpo, febres altas e noites sem dormir alguns cuidados ajudam a proteger e aumentar a imunidade das crianças no inverno. Confira abaixo! Alimentação O leite materno precisa ser o alimento principal para as crianças até o sexto mês, pois ele contém todas as substâncias que fortalecem o sistema imunológico do bebê. Para os maiores é importante manter o corpo sempre hidratado, pois a maioria dos vírus se desenvolvem em ambientes secos. Um cardápio com legumes, verduras e frutas também contribui para que o pequeno tenha todas as vitaminas que precisa. Agasalhos Quando ocorre uma mudança de temperatura o organismo acaba usando mais energia para manter o equilíbrio da temperatura corporal. O agasalho é importante para manter esse equilíbrio, mas não é necessário encapotar demais os pequenos. A temperatura do corpo deve ser sentida através da barriga, peito, nas costas e na cabeça. Medir pelas mãos e pés é um jeito errado que muitas pessoas estão acostumadas, pois são extremidades que é natural apresentar uma temperatura mais baixa. Imagem: reprodução pixabay.com O pequeno deve estar com os ouvidos protegidos, evitar o sereno, além disso para evitar mudanças bruscas na temperatura do corpo jamais sair de casa após o banho. Na hora de escolher o calçado infantil aposte em modelos confortáveis que proteja bem os pés. O tênis e a bota infantil são os mais adequados para as atividades no dia a dia no período de frio, mas lembre-se que precisa permitir o movimento natural dos pés. Vacinação em dia A vacinação contra a gripe é muito importante para ajudar na prevenção. Crianças de seis meses a cinco anos devem ser vacinadas, gestantes, mulheres que tiveram filhos nos últimos 45 dias e pessoas com alguma doença crônica. A campanha terminou no último dia 23, mas ainda é possível solicitar em clínicas particulares. Casa limpa e ventilada É comum manter os ambientes fechados durante o frio e devido a má circulação do ar é quando os vírus se multiplicam. Por isso é importante manter o ambiente sempre arejado. A limpeza também é fundamental para evitar que a poeira se propague e cause outros problemas como alergias e rinite. Grande abraço! Press Office...

Read More
Benefícios da atividade física para a sua saúde mental
jun27

Benefícios da atividade física para a sua saúde mental

 Benefícios da atividade física para a sua saúde mental Além de manter a forma física, a prática esportiva ajuda a reduzir a depressão, a ansiedade e o estresse Quando uma pessoa começa a se exercitar é com o a forma física que ela está preocupada. Entretanto, basta começar os treinamentos para perceber, em alguns dias, os avanços positivos  não apenas no corpo, mas também na mente. A relação entre a prática esportiva e a melhoria da saúde mental é algo mais comum do que se imagina. Uma pesquisa publicada pelo British Journal of Sports Medicine revelou que apenas 30 minutos de caminhada por dia em uma esteira rolante, durante um período de 10 dias, foram suficientes para reduzir os riscos de depressão em 25% em um grupo de 12 pessoas avaliadas. Além desse estudo, diversos escritores incluem em seus livros esportivos os benefícios da prática esportiva para a saúde mental. Em resumo: isso não acontece por acaso. A ciência já se debruçou sobre o assunto mais de uma vez e a conclusão é sempre a mesma: um corpo saudável é também a porta de entrada para uma mente sã. São muitos os benefícios. Neste artigo, listamos alguns deles para você ir em busca. 1 – Exercícios ajudam na produção de  substâncias químicas para a felicidade Aqueles que gostam de correr têm como efeito o fato de que esse esporte ajuda o corpo a liberar endorfinas. Essas endorfinas são as mesmas substâncias responsáveis por sentimentos como felicidade e euforia. Isso significa que se você tem maior produção dessas substâncias, menores são as chances de você apresentar quadros depressivos. Embora esse benefício seja para os praticantes de esportes de todas as idades, é para os integrantes da terceira idade que os pontos positivos dos exercícios físicos são mais significativos. 2 – Melhora a capacidade de lidar com o estresse Todos nós precisamos de uma atividade que seja possível descansar a cabeça e espairecer. Um dos benefícios psicológicos da atividade física está na possibilidade de reduzir os índices de estresse. Estudiosos afirmam que aqueles que praticam exercícios melhoram a capacidade do corpo em lidar com os efeitos negativos do estresse. Quimicamente também há uma outra explicação. A prática regular de exercícios aumenta a produção de nerepinefrina (também conhecida como noradrenalina), uma substância química capaz de moderar a resposta do cérebro ao estresse. 3 – Um corpo saudável melhora a sua autoestima Uma das razões pela qual você quer manter seu corpo em forma tem relação com a sua autoestima. Afinal, quem é que não gosta de se olhar no espelho e se sentir bem consigo mesmo? Pois praticando exercícios as chances que...

Read More
Como usar o salto alto sem machucar os pés
jun23

Como usar o salto alto sem machucar os pés

 Como usar o salto alto sem machucar os pés O salto alto é o amigo de muitas mulheres, que combinados com diferentes looks deixa o visual mais elegante e sofisticado. Porém, o uso do salto alto com frequência pode ocasionar em problemas funcionais, dores fortes nos pés, tornozelos, dor nas pernas, na região da lombar, causar alterações nas curvas da coluna vertebral e até o encurtamento dos tendões e músculos da panturrilha. Os problemas desenvolvidos pelo uso do salto alto acontecem pela falta de apoio e estabilidade do calçado e quanto mais fino o salto maior é a dor. Existem algumas medidas que ajudar a evitar as dores e amenizar os problemas. Veja abaixo algumas dicas sobre como usar o salto sem machucar os pés. Escolha do modelo Alguns modelos com saltos mais grossos, estilo plataforma ou aqueles que oferecem salto também na parte da frente (peep toe) prejudicam menos os pés, além de serem mais confortáveis. Melhor hora para comprar O melhor momento para comprar calçados é no final da tarde e noite, pois os pés costumam estar mais inchados nesses horários, assim é possível experimentar um calçado que ficará confortável em qualquer situação. Imagem: reprodução pixabay.com Caminhe de forma correta É muito importante saber andar de salto, pois o peso que será distribuído aos pés faz toda diferença no final da tarde. Jamais sobrecarregue o peito do pé, o correto é pisar primeiro com o calcanhar e desenrolar até os dedos, ou seja, calcanhar, peito do pé e dedos e mantenha sempre o pé firme nessa posição. Palmilhas O tipo de pisada pode fazer a diferença, pois é o que determina a distribuição do peso sobre os pés. O problema pode estar no calçado ou no seu tipo de pisada, para isso existem palmilhas feitas sob medidas que ajudam a corrigir a pisada em qualquer tipo de calçado. A palmilha certa pode ajudar a prevenir dores e evitar problemas maiores como inflamações nos pés. Outra dica é usar os adesivos de silicone, eles ajudam a absorver o impacto sobre os pés. Cuide dos pés Procure alternar os dias que usar saltos com calçados mais baixos, assim você oferece um descanso para os pés. Alongar os pés e pernas antes e após o uso do salto também contribui para amenizar os problemas causados pelo salto alto. Para amenizar as dores e o inchaço compressas de gelo, massagens e apoiar os pés sobre uma almofada, por exemplo, ajudam a melhorar a circulação e aliviar as dores. Grande abraço! Press Office...

Read More
Ong ASPAC acolhendo vidas
maio09

Ong ASPAC acolhendo vidas

 Ong ASPAC acolhendo vidas Fiquei admirado com excelente trabalho da ASPAC em Belo horizonte. É um exemplo vivo de que, quando existe união, vontade, amor e solidariedade, é possível sim, promover qualidade de vida à um grande número de pessoas, transformando a sociedade e tornando o país melhor para se viver! Conheça a ASPAC. A Associação de Pais e Amigos do Centro de Reabilitação – ASPAC é uma instituição filantrópica, apolítica, que presta assistência clínica, psicológica, pedagógica, nutricional entre outras, para crianças, adolescentes, portadores de necessidades especiais e pessoas que se recuperam do envolvimento com drogas de Belo Horizonte. A idéia da construção da ASPAC surgiu em 2000 através da proprietária da Clínica de Reabilitação e Integração Social – CRIS, Cláudia La Badié. A Clínica CRIS atendia diversos portadores de necessidades especiais em diversas modalidades clínicas, no decorrer do tempo, a proprietária percebeu que muitas pessoas não dispunham de condições financeiras para arcar com os custos de um tratamento especializado. Daí surgiu a idéia da ASPAC que é fazer atendimentos clínicos às pessoas que não podem pagar um tratamento. O trabalho da ASPAC é muito interessante por ser multidisciplinar, pois as pessoas que são atendidas, não recebem atendimentos isolados, mas sim atendimentos que se complementam, como nutrição e psicologia, fisioterapia e terapia ocupacional, dentre outras etc. Embora essa idéia tenha surgido antes, somente em 2001 que a ASPAC iniciou suas atividades, registrando-se como sociedade civil, com a razão social de “Associação de Pais e Amigos do Centro de Reabilitação” na região do bairro Planalto em Belo Horizonte. A ASPAC recebeu este nome por ser a vontade de pais, amigos e comunidade, para que todos tenham o direito de ser atendidos, independente da situação financeira. O principal desafio da fundação da ASPAC foi a ausência de verbas disponíveis para investimento em equipamentos e instalação física. Mas mesmo assim a ASPAC conseguiu se manter e atualmente atende 300 pessoas por mês.    MISSÃO Promover o bem estar para pessoas carentes, através de tratamento e acompanhamento clínico, buscando reintegrá-las à sociedade. VISÃO Se consolidar como uma associação atuante em Belo Horizonte e região metropolitana, prestando atendimento de excelência aos seus pacientes. VALORES Para a ASPAC, a valorização da vida e da saúde está em primeiro plano; Busca constante pelo resgate à dignidade humana, ajudando sempre o próximo; Valorização do ser humano, tratando o paciente de forma individual e humanizada; Trabalho com seriedade e respeito; Além de prestar um bom atendimento, a ASPAC também tem o intuito de levar alegria aos pacientes.    LOCALIZAÇÃO A ASPAC está localizada à rua Fernando Ferrari, nº 173, no bairro Planalto – Belo Horizonte/MG. OBJETIVOS Os objetivos...

Read More