Os melhores cursos universitários para quem quer empreender
out25

Os melhores cursos universitários para quem quer empreender

 Os melhores cursos universitários para quem quer empreender Houve um tempo em que, para empreender, bastava vontade e dedicação. Aprendia-se na prática. Hoje, as coisas são um pouco diferentes. Há uma grande competição, uma legislação trabalhista e tributária a ser cumprida. Não há mais espaço para o “é errando que se aprende”. Por isso, o mercado oferece cursos voltados para o setor, mas eles costumam ser caros e curtos, insuficientes para a demanda. Separamos alguns cursos superiores que ajudam a empreender e também podem ser uma ótima alternativa para se recolocar no mercado. Administração Quem deseja abrir um negócio, precisa saber administrá-lo. Por isso, muitos empreendedores escolhem o curso que os ensinará a ser administradores de empresas. Durante os quatros anos do curso de administração, a grade reúne técnicas gerais sobre marketing, contabilidade, recursos humanos e finanças para que ninguém precise voar às cegas. Não é à toa que alguns negócios como franquias exijam esse tipo de formação de seus franqueados, por já saberem a capacidade deles em gerir bem a marca que detêm direito. Gestão financeira Como o próprio nome já deixa claro, os cursos de gestão preparam o profissional para lidar com os desafios diários de um negócio próprio. E como o dinheiro costuma ser o fator mais importante para uma empresa, saber como geri-lo é um grande passo adiante. Gestores bem qualificados têm mais capacidade de antever o mercado e agir conforme a necessidade. Processos gerenciais Se a gestão financeira ensina como lidar com o dinheiro, processos gerenciais focam mais no funcionamento do negócio em si. Após o curso, o empreendedor terá uma capacidade maior de entender os meandros de uma empresa e como melhorar a rotina sem, necessariamente, recorrer ao uso do dinheiro. Muitas vezes, a melhoria de processos evita justamente que mais gastos desnecessários sejam realizados. Comunicação / Marketing Dependendo do tipo de negócio, a comunicação com o cliente é fundamental. Se esse é o caso, os cursos de comunicação e marketing estão prontos para ensinar ao empreendedor as melhores formas de se mostrar para o cliente em potencial e maximizar as vendas. Há uma gama variada de opções nessa área e convém ao empreendedor estudar qual delas se encaixa melhor no negócio pretendido. Como podemos ver, um curso universitário nunca é perda de tempo. Os conhecimentos e as vivências adquiridos nunca devem ser ignorados e, por isso, vemos tantos profissionais investindo em novas formações, muitas vezes completamente diferentes das já obtidas anteriormente. Grande abraço! Press Office...

Read More
Incorporação ganha destaque entre empresas: entenda o porquê
out06

Incorporação ganha destaque entre empresas: entenda o porquê

 Incorporação ganha destaque entre empresas: entenda o porquê  Incorporações englobam empresas, reúnem ideias e trazem vantagens comerciais Com a criação de empresas e a diversificação da participação no mercado, as parcerias empresariais estão ganhando destaque. O objetivo é poder se destacar em meio ao mercado, somando aliados, valores e perspectivas de negócio. Desta forma, a incorporação traz perspectivas de alianças, e é um dos meios de agregar e expandir o patrimônio, tanto para a empresa incorporada como para a que incorpora. A incorporação de uma empresa acontece quando esta é absorvida por outra corporação. Deste modo, a pessoa jurídica da empresa incorporada se extingue, e então, transfere direitos e obrigações para aquela que a incorpora. A natureza jurídica permanece inalterada; o que acontece é apenas uma alteração de contrato para a comunicação do aumento de patrimônio, passado integralmente de uma empresa para a outra. A ideia surge diante da necessidade de tomar posição de frente ao mercado de trabalho, aliando-se à concorrência e expandindo o controle de mercado atual. Além disso, a concentração de pessoas capacitadas e de tecnologias também funciona como combustível para o sucesso das incorporações, expandindo o nível de eficiência e de possibilidade lucrativa de uma corporação. Um exemplo de incorporação brasileira foi a de uma rede de bancos de São Paulo, Nossa Caixa, pelo Banco do Brasil. A operação só foi realizada após a aprovação do Banco Central, que avaliou os possíveis danos para a concorrência em relação à união. Ou seja, diante da mediação, a incorporação pode ocorrer sem grandes ressalvas. A incorporação é o instrumento mais usual para a aquisição do controle acionário de uma empresa pela sua capacidade de somar esforços e potências de ambas equipes. A consolidação do mercado é uma aposta que as empresas procuram investir ao se incorporarem, e diante disto, do aumento da perspectiva de lucro. Para fazer a incorporação, é necessário consultar a situação jurídica, financeira e contábil da empresa a ser incorporada, assim como análise dos riscos para ter a certeza da qualidade gestacional a ser apreendida. A capacidade de gerar resultados, a participação no mercado e as tecnologias apreendidas são pontos importantes de serem levantados a fim de realizar incorporações em sua nova fase. Diferente de uma simples compra e controle acionário, a incorporação acontece com a compra da empresa, e desta forma, o incorporador assume o comando da empresa incorporada. Em relação aos funcionários, as questões trabalhistas são incorporadas sucessivamente à empresa incorporadora, sem necessidade de outro contrato ou mudança na carteira de trabalho. O vínculo empregatício continua o mesmo, tendo apenas uma correção da pessoa jurídica no contrato e uma retificação no registro...

Read More
Por que o setor imobiliário deve investir em marketing?
set28

Por que o setor imobiliário deve investir em marketing?

 Por que o setor imobiliário deve investir em marketing? A internet tornou as experiências de compra muito mais complexa, hoje quando se tem interesse em algo você pesquisa, compara os preços e lê avaliações, esses fatores influenciam e muito a opinião do cliente. O setor imobiliário também sentiu essa mudança, antes tanto os imóveis quanto os interessados em comprar ou alugar chegavam de maneira natural, já que ir até uma imobiliária era o único caminho. E o trabalho do corretor de imóveis era imprescindível para que os negócios fossem fechados. Hoje em dia os clientes percorrem todo o caminho sozinhos e sem sair de casa, um smartphone é suficiente para que ele veja ofertas, compare preços e entenda formas de pagamento. Percebendo essa tendência o setor imobiliário sentiu a necessidade de se aproximar dos clientes nas plataformas digitais e dividiu o foco entre vender e alugar imóveis com a fidelização do cliente, estabelecendo uma relação de confiança para que ele seja uma ponte para outros negócios. Uma nova visão Para algumas empresas que atuam no mercado imobiliário há alguns anos, pode ser um pouco complicado entender a necessidade de estar presente também nos meios digitais. A ideia de que as redes sociais são a única ferramenta do marketing é muito presente no imaginário popular, mas somente elas não são suficientes para um trabalho eficiente. O administrador e diretor de tecnologia da 8020 Marketing Digital, Kenneth Corrêa, iniciou sua experiência profissional dentro da imobiliária Financial, em Campo Grande MS, e confirma que o marketing digital para o setor é uma tendência cada vez maior “O profissional de marketing ajuda a imobiliária a começar a se enxergar como uma marca, e criar valor no mercado cuidando da imagem desta marca junto ao mercado como um todo, e não somente com os clientes” diz. “Fora isso, o profissional do marketing ajuda a ter uma visão mais pró-ativa de investimento em visibilidade e captação de leads (que é o termo usado para identificar as pessoas que têm interesse no seu produto ou serviço), ao mesmo tempo em que faz a análise de atribuição de marketing, ou seja, mensurar de onde vêm os resultados, e alocar melhor os investimentos da imobiliária” completa. Enga-se quem pensa que existe uma fórmula de marketing pronta e adaptável para qualquer empresa, é preciso primeiramente fazer uma análise detalhada para entender seu perfil, o momento de mercado em que está passando e qual sua relação com o marketing, somente a partir desse ponto que as estratégias podem ser definidas. Kenneth explica que para uma empresa que nunca investiu em nenhuma ação de marketing e não possui nenhuma presença online,...

Read More
Tecnologias cada vez mais avançadas ajudam o Brasil a ficar entre os maiores produtores agrícolas do mundo
set20

Tecnologias cada vez mais avançadas ajudam o Brasil a ficar entre os maiores produtores agrícolas do mundo

 Tecnologias cada vez mais avançadas ajudam o Brasil a ficar entre os maiores produtores agrícolas do mundo O Brasil deve ultrapassar a marca de produção dos Estados Unidos, segundo o relatório Perspectivas Agrícolas 2017-2026, divulgado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO). De acordo com dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), na safra 2007/2008 o Brasil produziu 144 milhões de toneladas; na safra 2015/2016,  a produção total aumentou mais de 60% e chegou a 213 milhões de toneladas, e até o final de 2017 o número deve subir ainda mais. Essa alta demanda de produtos produzidos no campo fez com que a tecnologia chegasse no trabalho agrícola, trazendo inúmeras melhorias para o setor da agronomia e, consequentemente, na agricultura, incluindo o aumento a produtividade. Tudo teve início com a Revolução Industrial, que deu origem a esse processo de mecanização e que assim chegou nos campos do mundo todo. Imagem: Reprodução –  dinheirorural.com.br Toda essa tecnologia permitiu avanços nos métodos de plantio, com técnicas que auxiliam o agricultor a produzir em grande escala, seja em qualquer região do Brasil, mesmo aquelas com dificuldades de produção. Com o uso da tecnologia é possível chegar a agricultura de precisão, que permite um uso melhor da terra e de recursos naturais, menos uso de pesticidas, menos intervenções, menor mão de obra e menores custos. Evoluções nos campos brasileiros As alterações são normalmente associadas ao processo de automação e mecanização nos campos, que transformam radicalmente a produção de alimentos e a utilização das matérias-primas. Com o uso de drones e UAVs, que são uma espécie de aviões controlados à distância por computadores, e que fazem uma inspeção nas propriedades e fornece informações sobre as plantas e a terra. Por meio desse processo, por exemplo, é possível identificar algumas pragas na plantação e com isso o agricultor pode antecipar suas ações e definir o que deve ser feito sem grandes danos, assim evitando a perda de investimentos ou uma falha na colheita. Outro exemplo de evolução é o uso da IoT (internet das Coisas), onde o campo consegue se auto gerenciar, com o uso de colheitadeiras inteligentes que se ajustam de acordo com o tipo de plantação, oferecendo qualidade no processo do plantio à colheita. Por Jacqueline Gonçalo Jornalista pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) Press Office...

Read More
Na contramão da crise, e-commerce cresce no Brasil
ago24

Na contramão da crise, e-commerce cresce no Brasil

 Na contramão da crise, e-commerce cresce no Brasil Setor faturou mais de R$53 bilhões em 2016 e projeção para 2017 continua positiva O comércio on-line vai contra a maré da crise e mostra resultados positivos em 2017. É o que mostram dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm). De acordo com informações da instituição, o país conta com 71 mil lojas que faturaram R$53,4 bilhões em 2016. Um aumento de 11% em relação a 2015. A projeção é alcançar cerca de R$ 60 bilhões em 2017. Analisando o perfil do seu negócio, um e-commerce que representa uma loja física, uma loja exclusivamente digital ou uma página para ter uma renda extra, o fundamental é saber qual é a melhor hospedagem de sites. Afinal, vários fatores são relevantes na escolha. Segurança, capacidade de tráfego, preço mensal, plataformas digitais e facilidade de manuseio são características essenciais para evitar dor de cabeça e garantir a satisfação do cliente. O capital para investir nessa modalidade de negócio não é muito alto e a hospedagem pode ser um inconveniente se não oferecer um bom custo benefício. E é preciso pensar além. Opções de pagamento com as mais diversas bandeiras de cartões, pagamento seguro, geração de boleto e mobilidade fazem do e-commerce uma ferramenta útil para quem não quer perder tempo em uma loja física e busca receber o produto em casa. Pensando nisso, o empreendimento deve contar com a plataforma que agrade seu bolso e a navegação de quem procura seus produtos, entrando aí a visibilidade e alcance da sua página na internet. Prevenção Para prevenir ataques e garantir a segurança, são necessários três pilares da segurança da informação: confidencialidade, integridade e disponibilidade. Isso e as rotinas internas de manutenção e segurança para proteger dados dos clientes e da empresa. É fundamental que haja monitoramento constante para diminuir riscos. Afinal, o que garante o sucesso de um empreendimento na internet é a reputação. Certificados de segurança auxiliam a evitar compras fraudulentas. É bom pensar na segurança do site e da loja, além do cliente. Todas essas características precisam ser pensadas de início para consolidar o e-commerce, e o primeiro passo é escolher a melhor hospedagem de sites. Por Jacqueline Gonçalo Jornalista pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) Press Office Imagem: sxc.hu...

Read More
O setor de gestão de pessoas se inovou com o passar dos anos
ago15

O setor de gestão de pessoas se inovou com o passar dos anos

 O setor de gestão de pessoas se inovou com o passar dos anos A gestão de pessoas, também conhecida como setor de Relações Humanas (RH), é um assunto que interessa diretamente as organizações, pois é por meio dela que se dá o desempenho e resultado dos trabalhos feitos dentro das empresas. Por isso é importante saber das novas informações e tendências da área. A maneira de como lidar com os funcionários inova a cada ano, devido às mudanças econômicas da empresa e do mercado. Estudos feitos pela Future of Work, realizado pela Automatic Data Processing (ADP) e pelo site Glassdoor, apontam as tendências para 2017 no setor de gestão de pessoas, que inclui a mobilidade no trabalho. Atualmente é comum o trabalho home-office, que permite que que os colaboradores trabalhem no conforto do lar, ou de onde estiverem. As empresas estão contratando cada vez mais profissionais nesse perfil, principalmente freelancers, sem vínculo empregatício institucionais. A autogestão ganha força no mercado este ano, isso porque as estruturas hierárquicas dentro das empresas tem diminuído, mas esse aumento do protagonismo profissional exige trabalhadores cada vez mais qualificados para diversos tipos de tarefas. Isso em conjunto com a contratação por propósito, onde o colaborador não ocupa mais um cargo e sim uma ação. Planejamento de carreira na forma horizontal Até pouco tempo, para crescer dentro de uma empresa, o profissional deveria atingir um determinado nível de conhecimento e experiência e escolher entre a carreira gerencial ou a técnica. Atualmente as empresas são mais complexas e os colaboradores mais pluridisciplinares, assim surgiu a carreira “W”, que dá ao trabalhador uma nova opção de carreira, a de gestor de projetos. A rotação de serviços, conhecida também como “Job Rotation”, é a tendência que permite que os profissionais possam se movimentar dentro da empresa, aprendendo várias atividades e funções, assim ampliando o conhecimento sobre os processos de dentro da empresa, diferentes da área de atuação da própria carreira. E preciso de adaptar as mudanças do mercado, e para que a empresa continue se destacando no mercado é necessário colocar em prática essas tendências do ramo. O mercado está evoluindo cada vez mais, a medida que os profissionais evoluem, seguir o caminho do sucesso deve ser o foco de toda empresa. Por Jacqueline Gonçalo Jornalista pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) Press Office Imagem: sxc.hu  ...

Read More