As 10 gangues e quadrilhas mais perigosas do mundo

As 10 gangues e quadrilhas mais perigosas do mundo

A palavra “quadrilha” assumiu diversos significados ao longo dos anos. Originalmente, a palavra era utilizada apenas para expressar um grupo ou bando de pessoas. Você provavelmente já ouviu alguém falar sobre a gangue local de meninos ou algo desse tipo. Em tempos mais antigos, a palavra gangue não tinha o tom negativo que tem hoje.
Nos dias de hoje a palavra quadrilha ou gangue tem sido encaradas com muita preocupação quando ouvidas.
A palavra evoluiu de apenas significar “um grupo de pessoas” para “um grupo de pessoas que se associam para algum propósito criminoso ou anti-social”.

Você provavelmente já ouviu falar sobre crimes de gangues. Elas existem em todo o mundo, não apenas no seu próprio país ou no vizinho.
Neste artigo trago as 10 das gangues mais perigosas do planeta, as quais você definitivamente não vai querer entrar em contato!

Irmandade Ariana (Aryan Brotherhood – AB, A Marca) – 10ª

Apesar de não estar entre as maiores gangues de prisão a Irmandade Ariana é conhecida pelo assassinato de muitos prisioneiros. A quadrilha representa apenas 1% da população prisional mas como tamanho não é documento, são responsáveis pelo menos por 26% das mortes dentro das prisões em todo os EUA.
É dividida em dois grupos: detentos em prisões federais e outros membros localizados em prisões estatais menores principalmente na Califórnia.
Para se juntar à Irmandade o candidato tem que matar ou assaltar outro prisioneiro, ou seja para jogar sangue dentro da gangue (o seu) você tem que jogar o sangue de alguém para fora. Aqueles que tentão deixar a gangue geralmente são agredidos e mortos por um dos membros. Seu forte é o crime organizado, extorsão, prostituição de presos, tráfico de drogas e assassinatos de aluguel.

Máfia Mexicana (La EME) – 9ª

A Máfia Mexicana é uma quadrilha que tem muitas bases em prisões nos EUA. Teve início na década de 1950 em Tracy, Califórnia. La eme é conhecida principalmente pelo tráfico de drogas, extorsão e assassinato. Em conjunto com a Irmandade Ariana, La Eme fez muitos acordos com outras gangues para matar membros de outras gangues rivais. Algumas das regras para os seus membros são: não expor a quadrilha, não praticar atos homossexuais, não ser covarde, além de não poder praticar a religião cristã. Aqueles que se filiam a máfia mexicana e são liberados da prisão, devem enviar parte de seus ganhos para os membros que ainda estão na prisão. Não se tem notícia de assassinato de civis aleatoriamente pela quadrilha.

Máfia Queniana (O Mungiki) – 8ª

Sua base principal são as regiões pobres do Quênia, especialmente em Nairóbi, que é uma das maiores cidades do país. Formada na década de 1980 teve crescimento contínuo até hoje, apesar de pequeno. A quadrilha é conhecida por trabalhar em “células”, cada uma constituída por cerca de 50 membros que se envolvem com extorsão. São extremamente contra o cristianismo, bem como qualquer tipo de ocidentalização. A gangue pratica coisas terríveis como corte forçado da genital feminina, decapitação e mutilação. Há suspeitas que a quadrilha tenha alguns laços dentro dos EUA mas isso nunca foi provado concretamente.

Primeiro Comando da Capital (PCC) – 7ª

Fundada em 1993 no Brasil por oito presos, o PCC é uma das mais novas gangues de prisioneiros e também uma das menores do mundo, mas nem por isso deixa de ser perigosa. O Primeiro Comando da Capital é conhecido por atacar estabelecimentos do governo, como delegacias, fóruns de justiça, e até mesmo transporte coletivo (ônibus). Acredita-se que desde 2006 até hoje o grupo tenha realizado cerca de 350 ataques contra estabelecimentos públicos. A gangue é financiada por seus membros que têm de pagar uma taxa mensal de US$27(dólares) para os que estão presos e U$270(dólares) para os que estão livres. Seu forte é o tráfico de armas e de drogas. Parte do dinheiro arrecadado com os crimes é aplicado para socorrer seus membros. Para fazer parte do Primeiro Comando da Capital o candidato tem que ser apresentado por um membro regular do grupo mediante sob juramento.

Família Guerrilha Negra (Black Family, Black Vanguard) – 6ª

Fundada em 1966 por George Jackson, localizado em Marin County, é uma das muitas gangues que estão associadas com a raça Afro-Americana. A quadrilha foi criada a fim de manter a dignidade do negro na prisão, bem como construir planos para derrubar o governo dos EUA. Conhecida como uma das gangues mais influentes no mundo político, tem ligações muito fortes com o marxismo. Hoje a família negra tem cerca de 50.000 membros, muitos dos quais também associados com outras gangues. Para se juntar a eles é preciso ser negro e ser indicado por um membro já existente. Recentemente ventilou-se a notícia de que a gangue estaria passando por conflitos internos entre seus membros novos e antigos.

Nossa Família (La Nuestra Família) – 5ª

Infiltrada em prisões mexicanas e americanas existe desde 1968 e sempre foi rival da Máfia Mexicana. Muitos especulam que a quadrilha foi criada apenas para dar um golpe na gangue rival. La Nuestra Familia é conhecida por controlar o tráfico de drogas intra-prisional, o comércio de sexo e por matar, às vezes seus próprios membros. Membros estes classificados como criminosos perigosíssimos. É necessário um período de tempo de aproximadamente dois anos (uma espécie de estágio) para participar de La Nuestra Familia a qual exige que seus membros a coloquem acima de qualquer coisa, família, dinheiro, drogas ou mulheres. Mulheres não são permitidas, mas às vezes são usadas para o transporte de drogas.

Sindicato Texas (Texas Syndicate) – 4ª

Sindicato Texas nasceu na Prisão Estadual da Califórnia. Foi criado para dar uma resposta a gangues da
Califórnia como a Máfia Mexicana e a Irmandade Ariana que estavam caçando os presos, principalmente do
Texas, e proteger estes prisioneiros. A quadrilha não permite membros que não sejam de origem hispânica.
Caucasianos são extremamente mal vistos. A máfia é composta em sua maioria de imigrantes mexicanos
presos e não mexicanos que nasceram e cresceram nos EUA. Apesar de não ser muito numerosa com cerca de
10.000 membros dentro e fora da cadeia são considerados muito perigosos. Especialistas em assassinato por
encomenda, jogo, prostituição, extorsão e tráfico de drogas, muitos de seus líderes comandam a gangue de
dentro das prisões.

Crips – 3ª

A máfia Crips foi criada em 1969 pelos adolescentes Stanley Williams e Raymond Washington ambos com 16 anos de idade. A quadrilha começou pequena e foi se conectando a gangues individuais se tornando uma maiores e mais poderosas que existem hoje. O grupo se diz ter mais de 300.000 membros dentro e fora das cadeias. São conhecidos por usar a cor azul, realizar assassinatos, roubos, negócios com drogas. Inimiga mortal dos Bloods, bem como de outras gangues de rua hispânicas, são extremamente violentos. As brigas internas geralmente acabam em muitas mortes entre os membros. O grupo ficou tão grande que chegou a se espalhar para outros países como o Canadá.

Bloods – 2ª

Gangue baseada em Los Angeles é conhecida principalmente por sua rivalidade com os Crips e usar a cor
vermelha. A quadrilha começou em 1972 e cresceu lentamente tomando o território controlado por outras
gangues de rua de Los Angeles. O Bloods eram tão temidos que muitos membros de gangues rivais decidiam
abandonar sua quadrilha e se unirem a eles. A máfia é dividida em blocos que têm suas próprias táticas e
métodos de recrutamento. Uma das formas para recrutar membros consiste em enviar ameaças às pessoas
obrigando-as a se juntarem ao grupo. Membros do Bloods muitas vezes se associam com outras gangues para
cometerem crimes. Sua atividade criminosa principal é o tráfico de drogas.

Mara Salvatrucha (MS-13) – 1ª

A máfia Mara Salvatrucha faz todas essas outras gangues parecerem “pessoas tolas que vendem drogas”. A
MS-13 é de fato a pior quadrilha que ninguém jamais vai querer entrar em contato. Constituída principalmente por guatemaltecos, hondurenhos, salvadorenhos e outros centro-americanos, iniciou-se na década de 1980 para proteger os imigrantes das grandes gangues. Se espalhou pela América Central, Espanha, EUA, Grã-Bretanha, Alemanha e até mesmo no Canadá. Atua no tráfico de drogas, venda de armas no mercado negro, roubo, assassinato por encomenda, tráfico de seres humanos e assaltos. Só nos EUA estima-se que o grupo tenha mais de 10.000 membros. Mara Salvatrucha é conhecida por caçar e matar sem escrúpulos ou remorso, qualquer um que tente aplicar a lei sobre ela e por seus crimes extremamente violentos, principalmente contra pessoas inocentes. Não titubearam em atear fogo em um ônibus cheio mulheres e crianças causando 28 mortes.

Gostou do artigo? Compartilhe.
Grande abraço!

Fonte:
toptenz.net

Author: Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Vida inteligente na WEB.

Share This Post On

Trackbacks/Pingbacks

  1. o que é Deep Web Bizarro perigo medo na Net | WordPress - [...] os seres (humanos) maliciosos que estão por lá, também! Lá você encontra tudo de bizarro e criminoso que você …

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>