Anatel inicia fiscalização para medir a velocidade de banda larga no Brasil

Anatel inicia fiscalização para medir a velocidade de banda larga no Brasil

Até que em fim, desde 01 de novembro do ano corrente iniciou-se a fiscalização da Anatel, para medir a velocidade de banda larga no Brasil.
Não é o melhor que se pode conseguir, mas já é um começo!
Concebida para viabilizar o atual modelo das telecomunicações brasileiras a Agência Nacional de Telecomunicações herdou, do Ministério das Comunicações os poderes de outorga, regulamentação e fiscalização, além de um grande acervo técnico e patrimonial, para ter a capacidade de exigir que se ofereça à sociedade serviços adequados, diversificados e a preços justos, em todo o território nacional.

Para dar conta do recado foi criada a Entidade Aferidora da Qualidade (EAQ), como parte do processo de aferição dos indicadores de qualidade das redes de telecomunicações que suportam o acesso à Internet em banda larga no Brasil.
A fiscalização será intensa e de acordo com a tabela progressiva de exigência de qualidade provavelmente estará próxima dos 100% em 2014 quando chegará ao seu patamar máximo e será ampliada.
O processo de coleta de informações contará com a participação dos internautas consumidores sendo recrutados 12 mil voluntários pelo Brasil que receberão, gratuitamente, o medidor de parâmetros de qualidade. Os primeiros dados completos deverão ser divulgados em dezembro de 2012.

Tabela:

 

 

Prazo
Taxa de Transmissão Média (download e upload)
Taxa de Transmissão Instantânea (download e upload)
A partir de novembro de 2012
60% da taxa de transmissão máxima contratada
20% da taxa de transmissão máxima contratada pelo usuário
A partir de novembro de 2013
70% da taxa de transmissão máxima contratada
30% da taxa de transmissão máxima contratada pelo usuário
A partir de novembro de 2014
80% da taxa de transmissão máxima contratada
40% da taxa de transmissão máxima contratada pelo assinante

 

Explicando a tabela, pelas metas estabelecidas, as prestadoras deverão garantir mensalmente, em média, 60% da velocidade contratada. Por exemplo: em um plano de 10Mbps, a média mensal de velocidade deve ser de, no mínimo, 6Mbps.
A velocidade instantânea (aquela aferida pontualmente em uma medição) deve ser de, no mínimo, 20% do contratado, ou seja, 2Mbps. Com isso, caso a prestadora entregue apenas 20% da velocidade contratada por vários dias, terá de, no restante do mês, entregar uma velocidade alta ao usuário para atingir a meta mensal contratada.

Meça a velocidade de sua conexão no site indicado pela Anatel clicando aqui.
Ainda de acordo com o site do GovernoCompete à Anatel adotar as medidas necessárias para o atendimento do interesse público e para o desenvolvimento das telecomunicações brasileiras, atuando com independência, imparcialidade, legalidade, impessoalidade e publicidade. Suas decisões só podem ser contestadas judicialmente.”
Então vamos aguardar os resultados e ficar de olho pois é o nosso rico dinheirinho e a nossa caríssima paciência que está em jogo!
Grande abraço!

Imagens!
Anatel
sxc.hu

Author: Tomé Ferreira

Graduando em TECNOLOGIA EM MULTIMÍDIA DIGITAL pela UNISUL Iniciei minha carreira como “Desenhista” de prancheta. Arte-finalizava tudo manualmente também fazendo trabalhos esporádicos de Jornalismo Social. Fundei o Portal Duniverso em 2009 iniciando de vez minha saga pelo jornalismo o qual me apaixonei. Vida inteligente na WEB.

Share This Post On

Trackbacks/Pingbacks

  1. Número de internautas brasileiros e as vendas pela internet | WordPress - [...] com capacidade de ofertar internet de alta velocidade, porém apenas 67% da população navega na rede com rapidez (segundo…
  2. pagar menos pelas tarifas celulares ligações sucessivas | WordPress - [...] pelas interrupções das ligações. Aprovada em 27 de novembro de 2012 pelo Conselho Diretor da Anatel a Resolução 604,…

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *